Getúlio Dornelles Vargas nasceu no dia 19/04/1882, na cidade de São Borja, no Rio Grande do Sul. Foi o presidente que mais tempo ficou no governo no Brasil, durante dois mandatos. O seu primeiro mandato teve início no ano de 1930 e durou até 1945, onde, entre 1937 e 1945, instalou a fase da ditadura, no episódio conhecido como Estado Novo. Já o seu segundo mandato, teve início em 1951 e foi até 1954.

Filho de Manuel do Nascimento Vargas, que foi um dos combatentes na Guerra do Paraguai e um dos chefes do Partido Republicano Rio-Grandense (PRR) e de Cândida Dornelles Vargas, estudou a sua infância toda na cidade de São Borja, onde depois foi transferido para Ouro Preto, para cursar Humanidades. Mas ficou pouco tempo, devido aos conflitos entre os estudantes gaúchos e paulistas.

No ano de 1990, ingressou na Escola Tática de Rio Pardo, no Rio Grande do Sul, onde ingressou, antes, na carreira militar, alcançado o posto de segundo sargento do 6º Batalhão de Infantaria de São Borja. Em 1902, transferiu-se para o 25º Batalhão de Infantaria, em Porto Alegre. Nessa época, o Brasil disputava com a Bolívia o território que compreende-se ao Acre atualmente, e Getúlio chegou a ser enviado para Corumbá, no Mato Grosso. Entretanto, como a situação foi solucionada de forma diplomática, retornou ao Rio Grande do Sul.

Saiu do exército em 1904, onde foi cursar a faculdade de Direito, concluindo-o em 1907, onde já estava envolvido nas disputas políticas do PRR, onde fundou o Bloco Acadêmico Castilhista, junto aos seus amigos da faculdade, onde tinham como objetivo apoiar as ideias de Julio Castilhos, líder e fundador do PRR.

Começou a se envolver mais na política, onde foi acumulando cargos e ganhando prestígio, respeito e poder.

A Revolução de 1930

Getúlio Vargas assumiu o poder em 1930, após comandar a Revolução de 1930, que tirou do poder Washington Luís. Getúlio Vargas ficou no poder durante 15 anos, onde se caracterizou pelo nacionalismo e populismo conseguido.

No seu governo, foi promulgada a Constituição de 1934. No ano de 1937, fechou o Congresso Nacional e instaurou o Estado Novo, passando a governar com poderes ditatoriais, onde sua forma de governo passou a ser centralizadora e controladora.

Criou o DIP, Departamento de Imprensa e Propaganda, para que pudesse controlar e censurar as manifestações contrárias ao seu governo.

Foi atrás de opositores, políticos e, principalmente, quem fazia parte do comunismo. Foi o responsável por enviar Olga Benário, esposa do líder comunista Luis Carlos Prestes, para o governo nazista.

Pintura do Getúlio Vargas Presidente no seu segundo mandato

Principais feitos

Vargas foi o criador da Justiça do Trabalho, instituiu o salário mínimo, a Consolidação das Leis do Trabalho, mais conhecida como CLT. Os direitos dos trabalhadores também são frutos do seu governo: carteira de trabalho, semana de trabalho de 48 horas e as férias remuneradas.

Getúlio Vargas investiu muito na infraestrutura, criou a Companhia Siderúrgica Nacional, em 1940, a Vale do Rio Doce, em 1942, a Hidrelétrica do Vale do São Francisco, em 1945. No ano de 1938, criou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Saiu do governo em 1945, após um golpe militar.


Conteúdo relacionado: