Resumo sobre o Comunismo

O comunismo é uma ideologia política e social. Segundo a essência do comunismo, a sociedade deve viver a total abolição da propriedade privada. Dessa forma, os homens colocariam fim à luta de classes e às desigualdades sociais.

O comunismo prega a construção de um regime político e econômico que seja norteado pela igualdade e justiça social. O comunismo surgiu com os filósofos alemães Karl Marx e Friedrich Engels. Eles fizeram as primeiras formulações teóricas e doutrinárias do comunismo.

Entretanto, os ideais comunistas já eram discutidos na Antiguidade Clássica, na Idade Média e na Idade Moderna. A ideologia comunista esteve em constante evolução e reformulação ao longo dos anos.

Na Antiguidade, os ideais comunistas surgiram do pensamento do filósofo grego Platão, que viveu em 428 a.C. Platão escreveu o livro "A República", onde estabeleceu um modelo ideal de sociedade, com o fim da propriedade privada e da família.

Entre os séculos XII e XV, os ideais comunistas começaram a ser vinculados ao cristianismo primitivo. Alguns religiosos iniciaram a discussão sobre o fim da propriedade privada em suas pregações. Nesse período, se destacaram as figuras do abade Joaquim de Fiore, do franciscano frei Dolcino e do protestante Thomas Munzer.

Durante os anos, o comunismo foi muito perseguido e vários trabalhadores foram presos sob a acusação de serem comunistas. No Brasil, as ideias comunistas estiveram muito presentes nas revoluções trabalhistas, principalmente na década de 1930, quando o país viveu a Revolução do Bloco Operário Camponês e a Intentona Comunista.

O Partido Comunista Brasileiro foi fundado em 25 de março de 1922.


Introdução

O Comunismo é uma doutrina social, que tem na sua visão a igualdade, o senso comum entre todos, fazendo com que o todo tenha os mesmos direitos e deveres, fugindo da particularidade das propriedades.

Ideologia comunista

Numa definição mais clara, é um sistema de crenças que é totalmente contrário ao capitalismo. O comunismo pode ser definido como uma doutrina política e econômica, que estuda as condições de libertação da classe operária da sociedade que tira o seu ganha pão unicamente do seu trabalho e não do lucro que ele venha a ter de qualquer capital.

Uma das principais características do Comunismo é que os meios onde se há produção, como fábricas, fazendas, minas, são disponíveis ao público, não sendo uma propriedade privada de alguém.


História do Comunismo

O termo Comunismo surgiu a partir da teoria econômica elaborada pelo alemão Karl Marx, que, sofrendo forte influência de filósofos como Hegel, fez um estudo detalhado sobre as relações econômicas e o seu histórico ao longo dos anos. O Comunismo descreve uma organização social usada pelo homem apenas no seu início. Para o Comunismo, não seria preciso existir as classes sociais, e o todo viveria de forma igualitária, trabalhando e dividindo os ganhos do seu trabalho.

Comunismo simbolo mão

Segundo o autor, esse momento chegaria quando o capitalismo atingisse o seu desgaste natural, provocando justamente pela falta de habilidade das pessoas na sua utilização.

Por mais que diversas nações no século XX quiseram pôr em prática os ensinamentos de Marx, nenhuma delas, de fato, pode ser chamada de comunista, onde o certo é serem chamadas de socialistas, pois as ideias de Marx só poderiam ser implantadas após os países experimentarem o capitalismo, o que não foi possível, pois muitos países saíram do seu regime medieval e foram diretamente para o socialismo.

Outra concepção sobre o Comunismo de Marx está relacionada ao seu trabalho. O seu livro mais famoso, lançado em três volumes, de nome “O Capital”, que tratava da tomada do poder pelos proletários, assim como a adoção de uma economia planejada para acabar com as desigualdades sociais, foi baseado na economia global, como funcionava, os agentes e os seus comportamentos na sociedade. Até mesmo a obra “Manifesto Comunista”, que retrata as diversas lutas que sucederam entre as classes trabalhadoras e as classes que as exploravam, está classificada como um tratado político, não explica como poderia ser feita a passagem do capitalismo para o comunismo, no campo político.

As bases da economia comunista foram estabelecidas no seu trabalho, mas não existia nenhuma informação de como seria uma política de cunho capitalista. E é nesse hiato que surge a figura do Lênin, que escreveu sobre a ciência política do comunismo. Foi através do Lênin que surgiram muitos conceitos históricos ligados aos partidos comunistas no mundo, onde o maior exemplo a ser citado é a luta revolucionária, conhecida como Marxismo-Leninismo.

Simbolo do comunismo

Os maiores exemplos de experiências comunistas foram a formação da União Soviética, com o Stalin, e a República Popular da China. Elas são as maiores representações da conquista revolucionária armada do poder político.


Veja também:

O Manifesto Comunista

Teoria das Ideias de Platão

A China Comunista

Karl Marx e o Capitalismo

Leia também! Assuntos relevantes