Engenharia Bacteriana

Na biologia, entende-se por Engenharia Bacteriana a área de estudo que analisa as características da reprodução de diferentes bactérias, a fim de que elas possam ser usadas para certas atividades e também para a produção de hormônios, enzimas ou antibióticos.

Essa área de pesquisa contribui muito para o desenvolvimento e a evolução da ciência e de várias áreas produtivas. Um exemplo comum é o caso das bactérias marinhas, usadas para decompor o petróleo que é derramado nos oceanos. Outras bactérias podem ser usadas para a geração de combustíveis, para a produção de medicamentos, entre outras contribuições.

Algumas bactérias estudadas na engenharia bacteriana podem, até mesmo, produzir diferentes substâncias, como o álcool etílico e os hormônios, como a insulina, utilizada no tratamento de pessoas que sofrem de diabetes, uma doença crônica bastante comum atualmente. Além disso, as bactérias podem formar vacinas ou serem usadas como medicamentos anticoagulantes.

Graças à infinidade de usos das bactérias, a ciência vem trabalhando de forma constante para desvendar os segredos por trás dessas espécies. O funcionamento do cromossomo bacteriano apresenta grande variabilidade, o que favorece a pesquisa em laboratório.

Uma importante bactéria utilizada pelo homem é a bactéria Encherichia coli, que foi processada em laboratório para ser capaz de comandar a produção da insulina no corpo humano.


Características da Engenharia Bacteriana


Bactéria

As bactérias fazem parte do reino monera. Elas podem ser encontradas em diferentes tipos de ambientes, como no mar, no solo, na água, nas plantas e nos animais. São organismos flexíveis, resistentes e que conseguem estabelecer um equilíbrio com diversos organismos e meios.

As bactérias podem ser unicelulares ou coloniais e contam com células procarióticas. As bactérias estão presentes em diversas atividades e situações da vida humana e, por isso, contribuem diretamente para o desenvolvimento de diversas áreas. Existem bactérias decompositoras, fermentadoras, industriais, farmacêuticas, entre outros tipos. Confira algumas informações importantes:

Bactérias Decompositoras – São responsáveis por reciclar determinada matéria.

Bactérias Fermentadoras – São usadas para produzir derivados de leite, como iogurtes e queijos.

Bactérias Farmacêuticas – São utilizadas para a produção de vitaminas, medicamentos e antibióticos.

Bactérias Industriais – São usadas para produzir álcool, metanol e outras substâncias.

O trabalho da Engenharia Bacteriana é, basicamente, alterar o DNA de uma bactéria para produzir outras substâncias, materiais e produtos importantes para as atividades humanas. O trabalho consiste em alterar o genoma bacteriano para dar origem a moléculas específicas, como os hormônios e as enzimas, por exemplo.

Leia também! Assuntos relevantes