Células de Sarcômero

As células de sarcômero são indispensáveis para que ocorra a contração muscular. Por isso, são necessárias para o funcionamento correto do músculo estriado.

O sarcômero é formado por miosina e actina, proteínas que formam a miofibrila dentro das células dos músculos. É uma espécie de estrutura em forma de cilindro das células de sarcômero.

As células de sarcômero ficam alinhadas em séries nos músculos estriados. Essa observação pode ser feita com o uso de microscópio.

miosina e actina


Como funcionam os filamentos nas células de sarcômero?

Existem dois filamentos em sarcômeros: o fino e o espesso.

O filamento fino possui a seguinte composição:

  • Troponina
  • Tropomiosina
  • Nebulina
  • Actina

O filamento espesso é formado, essencialmente, pela miosina. Para o músculo não se estirar de maneira excessiva, as células de sarcômero possuem a titina, uma proteína imensa, reconhecida pela sua elasticidade. Quando a actina desliza sobre a miosina, acontece a contração muscular. Por isso, as células de sarcômero são tão importantes.

A contração muscular acontece por causa da contração da actina com a miosina. Visivelmente, no músculo, é possível identificar faixas escuras e claras alternadas, justamente por causa da forma como estão dispostas a miosina e a actina em um músculo estriado, compondo a fibra muscular.

As células de sarcômero são a repetição de miosina e actina na miofibrila. A banda I é formada pelas faixas mais claras e externas das células de sarcômero. Já a banda A é composta pela faixa mais escurecida, na região central. Nesta banda, encontra-se a sobreposição de actina e miosina. Na banda H, região mediana, está apenas a miosina.


O que são as linhas Z?

Os filamentos de actina surgem nas linhas Z. Os filamentos de miosina são identificados de maneira intercalada com os filamentos de actina. É possível perceber a existência de um vazio entre os lados do filamento da miosina, deixando evidente o relaxamento da célula muscular.

Quando acontece a contração muscular, as células de sarcômero ficam menores, curtas, para que as moléculas de miosina se aproximem nas linhas Z.


Leitura recomendada:

Sistema Muscular