Princípio da máquina a vapor

Princípio da máquina a vapor

Por

O princípio da máquina a vapor começou a ser criado pelo matemático e físico Herão, que viveu em Alexandria, no Egito, por volta de 120 a.C. Foi ele quem descreveu a primeira máquina a vapor, um instrumento que consistia numa esfera metálica e oca que era montada sobre um suporte de cano de uma caldeira de vapor. Nessa primeira máquina a vapor, o vapor escapava por canos em forma de L e colocava a máquina em movimento de rotação.

Séculos depois disso, projetos de máquinas a vapor com mais sucesso foram criados. As primeiras delas apareceram no século XVII. Essas máquinas utilizavam a propriedade do vapor de condensar-se de novo em líquido para gerar um trabalho.

Já em 1698, Thomas Savery, um mecânico inglês, patenteou a primeira máquina a vapor que realmente tinha uma utilidade. Essa máquina era um tipo de bomba para drenagem de água de minas. O equipamento ficou conhecido como bomba de Savery. Ele possuía válvulas operadas manualmente, abertas para permitir a entrada do vapor num recipiente fechado. Depois, despejava-se água fria no recipiente para resfriá-lo e condensar o vapor. O vácuo que se formava no recipiente era suficiente para aspirar a água através de um cano.

Em 1712, Thomas Newcomen, um ferreiro inglês, inventou outra máquina a vapor. Dessa vez, o equipamento era utilizado para esvaziamento das águas de infiltrações das minas.

De uma maneira geral, o princípio de todas essas máquinas era usar as propriedades de condensação (aquecimento e resfriamento) do vapor para promover algum tipo de trabalho mecânico.

O engenheiro escocês, James Watt, foi o primeiro a criar uma máquina em que o condensador e o cilindro ficavam em recipientes separados. Essa máquina ajudou a evitar o desperdício de vapor pela condensação. Watt registrou sua primeira patente de uma máquina a vapor em 1769.

As máquinas a vapor modernas, que operam com vapor de alta pressão, começaram a ser estudadas no século XIX, pelo engenheiro e inventor inglês, Richard Trevithick. Atualmente, a maioria das máquinas a vapor operam sob uma pressão superior a 7Okg/cm2, com turbinas a vapor.

Leia também! Assuntos relevantes