Organismos Geneticamente Modificados

Organismos Geneticamente Modificados

Por

Organismos geneticamente modificados (OGM) são aqueles que tiveram seu material genético manipulado. Esse tipo de processo é utilizado para preservar ou modificar alguma característica do organismo.

Os organismos geneticamente modificados também são chamados de transgênicos. Esses organismos podem ter um ou mais genes modificados, ou seja, uma porção de DNA codifica uma ou mais proteínas.

Pela regra, todo organismo geneticamente modificado só pode ser considerado transgênico quando forem introduzidos em seu material genético alguma parte de material genético de um segundo organismo.

A definição científica para organismos geneticamente modificados é: “toda entidade biológica cujo material genético (ADN/ARN) foi alterado por meio de qualquer técnica de engenharia genética”.

Nesse processo, genes individuais selecionados são transferidos de um organismo para o outro. Estes métodos podem criar matérias-primas ou alimentos modificados.

Os códigos genéticos dos organismos modificados, muitas vezes, são resistentes a doenças causadas por insetos ou vírus, e também são resistentes a herbicidas. Apesar de preservarem os alimentos, os métodos de modificação genética ainda não são totalmente aprovados pela comunidade científica.

A modificação genética dos organismos pode ser feita por meio de fecundação in vitro, conjugação, transdução, transformação e indução poliplóide.

No Brasil, a Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio), do Ministério da Agricultura, é responsável por emitir autorizações e registros para organismos geneticamente modificados.

Leia também! Assuntos relevantes