Lima Barreto

Por

Afonso Henriques de Lima Barreto nasceu no ano de 1881, no Rio de Janeiro. Ele foi um importante escritor e jornalista brasileiro.

Antes de conquistar reconhecimento, Lima Barreto sofreu muito preconceito por ser mestiço. Ele estudou no Colégio Pedro II e na Escola Politécnica, no curso de Engenharia.

O escritor trabalhou na Secretaria de Guerra e escreveu para diversos jornais do Rio de Janeiro. Seus textos falavam sobre as injustiças sociais e os problemas do início da República no Brasil.

Lima Barreto enfrentou diversos conflitos familiares e situações delicadas em sua vida. Além do preconceito por sua cor, ele também sofreu com o alcoolismo, ficou órfão de mãe muito cedo e teve que trabalhar para ajudar nas despesas da família depois que seu pai foi internado num asilo para loucos.

Barreto sempre foi apontado como um escritor com uma produção textual de excelente qualidade. Ele escreveu para revistas como Brás Cubas, Fon-Fon e Careta. Em sua formação acadêmica, o escritor contou com a ajuda de seu padrinho, o Visconde de Ouro Preto.

Em 1905, Lima Barreto começou a escrever no Correio da Manhã, o jornal de maior prestígio de sua época. Em 1909, ele publicou o romance "Recordações do Escrivão Isaías Caminha”. Em 1915, lançou uma de suas principais obras: Triste Fim de Policarpo Quaresma”.

Afonso Henriques Lima Barreto sofreu com a depressão e com a dependência do álcool. O escritor morreu no dia 1 de novembro de 1922, vítima de um ataque cardíaco.

Leia também! Assuntos relevantes