História da Medicina

MEDICINA - MUNDO

2700 a.C - Publicação na China do primeiro código terapêutico, o Nei Ching So Wen.

1550 a.C. - O Papiro de Ebers, descoberto no Egito no século XIX d.C. pelo arqueólogo alemão Georg Moritz Ebers, descreve cerca de 700 remédios, baseados em produtos naturais.

1500-1200 a.C. - Médicos egípcios fazem incisões de abscessos e tratamentos de luxações e queimaduras.

800-700 a.C. - Surgimento dos primeiros ensinamentos com base na observação da anatomia, na Índia.

600-500 a.C. - O médico grego Alcméon realiza a primeira dissecação de um cadáver humano e sugere que os sentidos estão ligados ao cérebro.

- No Levítico, os judeus distinguem noções de higiene com prescrições de dietas e isolamento para combater a lepra.

460-377 a.C. - Hipócrates cria a Escola de Cós, cujo princípio básico é a observação direta do paciente.

355-280 a.C. - Herófilo de Alexandria descreve o fígado e o baço.

50 - O médico grego Pedanius Discórides (40-90 d.C.) descreve cerca de 600 plantas medicinais e quase mil drogas na obra De materia medica.

650 - Há registros, na Índia, de cirurgias no fígado e no estômago.

870 - O médico persa Rhazés escreve De Variolis et Morbillis, em que descreve sistematicamente as diferenças entre varíola e sarampo.

1139 - O Concílio de Latrão proíbe a prática de medicina com objetivo de ganhos materiais.

1221 - Frederico II, imperador do Sacro Império Romano-Germânico, decreta que ninguém pode praticar medicina sem a aprovação pública dos mestres da Escola de Salerno. O Regimen sanitatis salernitanum (manual de saúde de Salerno), em verso, é um dos primeiros guias de prática médica.

1242 - O estudante árabe Ibn an-Nafis escreve sobre o bombeamento duplo do sangue, mostrando ter descoberto a circulação pulmonar. O livro torna-se conhecido apenas em 1924.

1275 - O italiano Guglielmo Saliceto publica Chirurgia, o primeiro registro de dissecação de um cadáver humano.

1300 - Primeira utilização do exame de urina como auxiliar no diagnóstico.

1315 - O italiano Mondino de Luzzi realiza uma dissecação pública de um cadáver humano. No ano seguinte, publica Anatomia, primeiro manual prático sobre o assunto, em que discute teorias de Hipócrates e Galeno.

1403 - A cidade de Veneza, na Itália, veta por 40 dias a entrada de estrangeiros para evitar a peste negra. Vem daí o nome quarentena.

1528 - O suíço Paracelso produz o primeiro manual de cirurgia, Die kleine chirurgia.

1540 - O espanhol Miguel Serveto descreve a circulação pulmonar. Seu livro só é encontrado em 1694.

1543 - André Vesálio publica A Organização do Corpo Humano.

1545 - O barbeiro-cirurgião Ambroise Paré lança as bases da cirurgia moderna em Método de tratar feridas e Cinco Livros de Cirurgia, em que aperfeiçoa a técnica de amputação e desenvolve o uso de ligaduras para estancar hemorragias.

1552 - O italiano Bartolommeo Eustachio descreve em seu livro Tabulae anatomicae a trompa de Eustáquio, tubo que liga o ouvido médio à faringe, e a válvula de Eustáquio, no coração.

1559 - O italiano Matteo Realdo Colombo descreve a posição e a evolução do embrião humano durante a gravidez.

1561 - O italiano Gabriele Falloppio publica a obra Observationes anatomicae. Ele é o descobridor das trompas de Falópio, canal que une o útero aos ovários.

1565 - O Real Colégio de Medicina de Londres recebe autorização para dissecar cadáveres humanos.

1603 - O médico italiano Girolamo Fabrici publica De Venarum Ostiolis, descrevendo as válvulas das veias.

1614 - O italiano Santorio publica De Medicina Statica, um dos primeiros estudos sobre o metabolismo.

1626 - Santorio mede a temperatura do corpo humano com um termômetro, pela primeira vez.

1628 - O inglês William Harvey publica Estudos Anatômicos dos Movimentos do Coração e do Sangue nos Animais, em que descreve a circulação sanguínea.

1630 - O inglês Peter Chamberlayne, médico do rei Carlos II, da Inglaterra, inventa o fórceps.

1656 - O inglês Thomas Wharton faz a primeira descrição do sistema glandular.

1658 - O biólogo holandês Jan Swammerdam observa os glóbulos vermelhos do sangue.

1660 - O fisiologista italiano Marcello Malpighi descreve e batiza os capilares sanguíneos.

1663 - Nicolaus Steno, dinamarquês, constata que o coração é um músculo e descobre o canal excretor da parótida (glândula salivar).

1664 - O anatomista inglês Thomas Willis descreve o cérebro em Anatomia do Cérebro e Descrição e Função dos Nervos.

1669 - O médico inglês Richard Lower constata a mudança de cor do sangue oxigenado.

1670 - Thomas Willis relata um sintoma da diabetes, a presença de açúcar no sangue.

1673 - O holandês Reinier de Graaf descobre o folículo ovariano.

1680 - Publicação póstuma do livro Sobre o Movimento dos Animais, de Giovanni Alfonso Borelli, em que explica a ação dos músculos e dos ossos em bases mecânicas.

1714 - O francês Dominique Anel inventa a seringa para uso cirúrgico.

1728 - Com o livro O Cirurgião-Dentista ou Tratado Sobre os Dentes, o francês Pierre Fauchard introduz concepções revolucionárias sobre o tratamento dentário.

1733 - O fisiólogo inglês Stephen Hales publica Hemostaticks, com estudos sobre a pressão sanguínea.

1736 - O francês Claude Aymand conduz a primeira operação bem-sucedida de apendicite.

1761 - O italiano Giambattista Morgagni publica Sobre os Lugares e as Causas das Doenças Anatomicamente Verificadas, em que descreve a vida de seus pacientes, a maneira como morreram e as autópsias que conduziu. Morgagni é considerado o fundador da anatomia patológica.

1779 - Lazzaro Spallanzani, italiano, estuda a fertilização em seres humanos.

1780 - O italiano Luigi Galvani descobre a natureza elétrica dos impulsos nervosos.

1783 - O químico francês Antoine-Laurent Lavoisier, em colaboração com o cientista Pierre-Simon de Laplace, prova experimentalmente que a respiração é uma forma de combustão.

1796 - O alemão Christian Friedrich Samuel Hahnemann publica as primeiras conclusões de seus estudos sobre homeopatia, sistematizadas em 1810 na obra Sistema de Medicina Racional.

1816 - O francês René Laennec inventa o estetoscópio.

1841 - Rudolf Albert von Kolliler, anatomista alemão, faz a primeira descrição das funções dos neurônios.

- O inglês James Braid descobre o método moderno de hipnose.

1850 - O alemão Hermann von Helmholtz inventa o oftalmoscópio, aparelho para examinar o fundo do olho.

1853 - O inglês Alexander Wood desenvolve a seringa hipodérmica para injeções subcutâneas.

1854 - O espanhol Manuel Patrício Rodriguez Garcia inventa o laringoscópio.

1858 - O inglês Joseph Lister estuda a coagulação do sangue.

1865 - Lister introduz a assepsia cirúrgica com o uso de fenol.

1874 - O austríaco Christian Albert Theodor Bilbroth descobre os estafilococos e os estreptococos.

1878 - O iodo começa a ser usado como anti-séptico.

1882 - O alemão Roberto Koch descobre o bacilo que provoca a tuberculose, e, no ano seguinte, o vibrião do cólera.

1884 - O alemão Arthur Nicolaier descobre o bacilo do tétano.

1885 - Louis Pasteur, francês, desenvolve a vacina anti-rábica.

1889 - O alemão Joseph Freiherr von Behring e o russo Hermann Minkowski demonstram que a falta de insulina causa diabetes.

1890 - O bacteriologista Emil Adolf von Behring descobre as antitoxinas.

1894 - O francês Alexandre Yersin e o japonês Shibasaburo Kitasato descobrem simultaneamente o bacilo da peste bubônica.

1897 - O inglês Ronald Ross descobre que o mosquito anopheles transmite o parasita da malária.

1900 - Publicação de A Interpretação dos Sonhos, principal trabalho do austríaco Sigmund Freud.

1901 - O japonês Jokichi Takamine isola a epinefrina, hormônio conhecido pelo nome de adrenalina.

1902 - O francês Charles Robert Richet descobre a anafilaxia (sensibilidade anormal a alguma substância) e a forma de testá-la.

1906 - O austríaco Clemens von Pirquet define a sintomatologia da alergia.

1912 - O inglês Frederick Hopkins descobre a importância das vitaminas na prevenção e tratamento de raquitismo, escorbuto e beribéri.

1921 - Os franceses Albert Calmette e Camille Guérin desenvolvem a vacina BCG contra a tuberculose.

- Os norte-americanos Robley Dunglison Evans e Everett Lassiter Bichop identificam a vitamina E e descobrem que a sua ausência causa esterilidade em ratos.

- A insulina artificial é descoberta pelos canadenses Frederick Banting e Charles Best e o escocês John McLeod.

1928 - O escocês sir Alexander Fleming descobre a penicilina.

1929 - O norte-americano Edward Adelbert Doisy, nos EUA, e o alemão Adolf Friedrich Butenandt, na Alemanha, isolam a estrona, um dos hormônios responsáveis pela atividade sexual feminina.

1934 - Adolf Friedrich Butenandt isola a androsterona, hormônio masculino, em forma cristalina.

1935 - O alemão Gehard Domagk cria o prontosil, a primeira droga na linha das sulfas para o tratamento de infecções estreptocócicas.

1936 - O francês Alexis Carrel desenvolve o primeiro coração artificial.

1939 - O sul-africano Max Theiler desenvolve a vacina contra a febre amarela.

- Philip Levine, norte-americano, descobre o fator RH do sangue.

1948 - Os norte-americanos Philip Showalter Hench e Edward Kendall e o polonês Tadeusz Reichstein descobrem a cortisona.

1952 - Produção da primeira pílula anticoncepcional.

1953 - O bioquímico norte-americano James Dewey Watson e o físico inglês Francis Harry Compton Crick descobrem a estrutura de espiral dupla do DNA.

- Realizam-se os primeiros estudos demonstrando a relação entre o hábito de fumar e a incidência de câncer nos pulmões.

1954 - Albert Sabin testa a primeira vacina oral contra a poliomielite.

1959 - Morre o suposto primeiro aidético, um marinheiro inglês com tantas doenças raras que, na época, intrigaram os pesquisadores da Universidade de Londres. Ao reexaminarem, 25 anos depois, amostras congeladas de sua biópsia, foi constatada a presença do vírus HIV.

1963 - O norte-americano Ellis De Bakey usa pela primeira vez um coração mecânico para assegurar a circulação sanguínea durante uma cirurgia cardíaca.

1967 - O sul-africano Christhiaan Nethling Barnard faz o primeiro transplante de coração do mundo, na Cidade do Cabo (África do Sul).

1968 - O médico argentino René Favaloro realiza a primeira cirurgia de ponte de safena, em Cleveland (Estados Unidos).

1970 - Primeiros marcapassos com energia nuclear são experimentados em doentes cardíacos na França e no Reino Unido.

1973 - Os bioquímicos norte-americanos Stanley Cohen e Herbert Boyer dão início à engenharia genética ao demonstrar que, quando o DNA é rompido, seus fragmentos se recombinam em novos genes, que podem ser inseridos em células de bactérias, onde também se reproduzem sempre que as células se dividem.

1977 - Foco de varíola aparece pela última vez na Somália e, em 1980, a OMS declara que a doença foi erradicada do planeta.

1978 - Nasce na Inglaterra Louise Brown, primeiro bebê de proveta.

1981 - Descoberta oficial da Síndrome de Imunodeficiência Adqurida (em inglês Aids - Acquired Immune Deficiency Syndrome).

1982 - O dentista aposentado Barney Clark submete-se, nos Estados Unidos, à cirurgia de implantação do coração artificial de Jarvik, desenhado pelo médico Robert Jarvik. O paciente sobrevive 112 dias.

- Na Universidade da Califórnia (Estados Unidos), é sintetizada a betaendorfina, substância anestésica existente no organismo humano.

1983 - O francês Luc Montagnier, do Instituto Pasteur, anuncia a descoberta do HIV, o vírus da Aids.

- Isola-se o GHFR, substância capaz de induzir a produção natural do hormônio do crescimento, na Universidade de Virgínia (Estados Unidos).

- Baseada em pesquisas do norte-americano Robert Gallo, equipe da Universidade da Carolina do Norte (EUA) isola o vírus que produz a leucemia do tipo células-T.

- Pesquisadores da Universidade de Stanford (EUA) descobrem como sintetizar o taxol, uma das drogas mais eficazes contra o câncer.

1984 - O governo norte-americano declara que o professor Robert Gallo, do Instituto Nacional de Saúde dos Estados Unidos, é o descobridor do HIV.

- Franceses e norte-americanos iniciam uma disputa pela primazia da descoberta do vírus da Aids e pelos royalties da venda de testes para sua detecção.

1987 - O AZT (azidotimidina) é introduzido no combate à Aids.

1989 - Yuri Verlinsky, do Masonic Medical Center (EUA), anuncia uma nova técnica de fertilização "in vitro'', que permite a mães portadoras de doenças conceber filhos saudáveis.

- O governo norte-americano autoriza a transferência de células geneticamente alteradas para seres humanos como tratamento de certos tipos de câncer.

1990 - Início do Projeto Genoma Humano que tem o objetivo de mapear os quase 100 mil genes humanos até o ano 2005.

- Os neurocirurgiões norte-americanos Jeffrey Nye e Salomon Snyder, da Escola de Medicina John Hopkins (EUA) reproduzem neurônios humanos em laboratório.

1991 - O Instituto Pasteur prova na Justiça a primazia do descobrimento do vírus HIV.

- Pesquisadores da Universidade de Miami (EUA) conseguem regenerar células nervosas do sistema nervoso central.

- Equipes médicas da Universidade de Lund, na Suécia, e das universidades de Yale e do Colorado, nos Estados Unidos, conseguem reparar lesões cerebrais com implante do tecido cerebral de fetos abortados.

- Equipe de pesquisadores da Universidade de São Francisco (EUA) identifica novo tipo de célula do sistema imunológico, que impede a multiplicação do vírus da Aids.

- Médicos do Instituto Mexicano de Seguro Social desenvolvem método para identificação do vírus da Aids pela saliva.

1992 - Equipe chefiada pelo microbiologista Peter Andrew, da Universidade de Leicester (Inglaterra) desenvolve a primeira vacina capaz de imunizar idosos e crianças contra a bactéria Streptococcus pneumonia, causadora de alguns tipos de pneumonia, meningite e septicemia.

- Equipe médica dos EUA e do Japão, chefiada pelo neurocirurgião Chikao Nagashima, reliza a primeira cirurgia de reconstrução de medula espinhal.

- Equipe chefiada pelo cirurgião Andreas Tzakis, do Hospital da Universidade de Pittsburgh, EUA, transplanta pela primeira vez um fígado de um animal (um babuíno) em um portador de hepatite B. O paciente morre 71 dias depois de hemorragia cerebral.

1993 - Equipe da Universidade de Yale (EUA) desenvolve um sistema de imagens por ressonância magnética que permite fotografar as regiões do cérebro em atividade quando uma pessoa pensa.

- O médico Patrick Soon-Shiong, do Centro Médico St. Vicent, EUA, faz o primeiro implante de um pâncreas artificial para o tratamento de diabetes.

- Equipe do Harefield Hospital, na Inglaterra, chefiada pelo cirurgião Magdi Yacoub, faz o primeiro transplante duplo de coração e medula do mundo em um bebê de seis meses.

- É realizada na Clínica Universitária de Navarra, Espanha, a primeira ardiomioplastia em um paciente com coração transplantado. A técnica consiste em implantar um músculo intercostal do próprio paciente em seu coração para bombear o sangue.

- Pesquisadores da Universidade Monash e do Instituto Príncipe Henry, na Austrália, desenvolvem um teste de sangue para detectar a presença de câncer no ovário dois anos antes de o tumor se manifestar clinicamente.

1994 - A destruição dos últimos exemplares do Orthopox, vírus causador da varíola, é adiada com o argumento de que seu patrimônio genético pode fornecer informações úteis sobre outras doenças viróticas. As últimas amostras da varíola estão confinadas em laboratórios de alta segurança nos Estados Unidos e na Rússia.

1996 - Pesquisadores do Instituto Venezuelano de Investigações Científicas conseguem pela primeira vez eliminar a infecção causadora do mal de Chagas em ratos.

1997 - Pesquisadores da Universidade de Washington, nos Estados Unidos, desenvolvem teste capaz de detectar 95% dos casos de câncer de próstata, evitando a biópsia.

- Pesquisadores da Universidade de Washington descobrem novas evidências de uma causa física para a depressão, ao identificar uma área do cérebro que é menos ativa em algumas pessoas que sofrem desses sintomas.


MEDICINA - BRASIL

1623 - Publicação em Lisboa (Portugal) do Tratado de Las Siete Enfermedades - o primeiro sobre doenças tropicais -, de Aleixo de Abreu.

1648 - Lançado em Lisboa o Tratado Único das Bexigas e Sarampo - primeiro livro de medicina do Brasil -, de Romão Rosia Reinhipo, pseudônimo de Simão Pinheiro Morão.

1649 - João Ferreira da Rosa publica, em Lisboa, a primeira obra sobre a febre amarela da literatura mundial.

1770 - As plantas medicinais brasileiras são descritas pelo padre Francisco Lima em Dioscorides brasilicus seu de medicina-libus brasilae plante.

1798 - O cirurgião-mor Francisco Mendes Ribeiro promove a primeira vacinação antivariólica do Brasil.

1842 - Cândido Borges Monteiro, futuro visconde de Itaúna, realiza no Rio de Janeiro a primeira cirurgia de ligadura da aorta abdominal do país e a quarta operação do gênero no mundo.

1849 - Otto Wucherer, John Ligertwood Patterson e José Francisco da Silva Lima identificam a febre amarela na Bahia.

1877 - Publicação do Estudo Clínico das Febres no Rio de Janeiro, de João Vicente Torres Homem.

1885 - Filogônio Lopes Utinguassu lança a tese de que a febre amarela é transmitida por mosquito, confirmada pelo cubano Carlos Finlay no início do século XX.

1888 - Fundação do Instituto Pasteur no Rio de Janeiro, que se dedica ao preparo da vacina contra a hidrofobia (raiva).

1892 - Criação em São Paulo do Laboratório Bacteriológico, dirigido pelo médico Adolfo Lutz de 1893 a 1908. Lutz iniciou a medicina investigativa no Estado. Em 1940, o instituto passa a ter seu nome.

1899 - Criação do Instituto Soroterápico, que produz soros e vacinas. Em 1901, sob a direção de Vital Brasil, torna-se instituição oficial, com o nome de Instituto Butantã. No Rio de Janeiro, é fundado o Instituto Soroterápico Federal que, em 1902, sob a direção do médico Oswaldo Cruz, passa a ser chamado Instituto Manguinhos e, em 1908, Instituto Oswaldo Cruz.

1900 - Eduardo Chapôt Prévost separa gêmeas siamesas (xifópagas) unidas pelo tórax, pela primeira vez no país. Elas morrem dias depois.

1901 - O Instituto Butantã produz a primeira série de soros e vacinas antipestosos e a primeira série de soro antiofídico.

1906 - Prévost separa xifópagos, com sucesso, no Rio de Janeiro.

- Instalada a filial do Instituto Oswaldo Cruz, em Belo Horizonte (MG), onde Eurico de Azevedo Vilela desenvolve o soro antiescorpiônico.

1908 - Manuel Augusto Pirajá da Silva prova a existência do Shistossoma mansoni, causador da esquistossomose, descoberto por Louis Westenra Sambon em 1907 sem provas conclusivas.

1909 - Carlos Chagas descobre que uma doença comum nos meios rurais é causada por um micróbio que ele chamou de Trypanosoma cruzi. A doença fica conhecida como mal de Chagas.

1912 - Manuel Augusto Pirajá da Silva descobre a cercária de esquistossoma - uma etapa da evolução do verme causador da esquistossomose - e faz sua primeira descrição.

1916 - Henrique da Rocha Lima descobre o Rickettsia prowazeckii, um organismo que provoca o tifo exantemático ou "tabardilho''.

1917 - Publicação da Farmacopéia Paulista, a primeira do País.

1918 - A gripe espanhola assola o Brasil. Em quatro dias, morrem 8 mil pessoas em São Paulo.

1963 - Hugo João Fellipozzi implanta o primeiro marcapasso cardíaco na Santa Casa de São Paulo.

1964 - Euclides Marques faz o primeiro implante de membro (um braço) do país, no Hospital das Clínicas de São Paulo.

1965 - Campos Freire, chefe do Serviço de Urologia do Hospital das Clínicas de São Paulo, faz o primeiro transplante de rins do país.

1968 - Adib Jatene implanta a primeira ponte de safena.

- Primeiro transplante cardíaco do país, feito pelo médico Euryclides de Jesus Zerbini, no Hospital das Clínicas.

1971 - Implantada a primeira válvula cardíaca de silicone.

- Milward de Andrade descobre que o protozoário Collepsnirtus pode destruir os caramujos transmissores da esquistossomose.

1972 - A equipe de Hugo João Fellipozzi implanta, pela primeira vez na América Latina, um marcapasso de pilha atômica.

1973 - Testada e aprovada em seres humanos a válvula cardíaca de epóxi, desenvolvida por Paulo Horta Barbosa.

1974 - Reaparece no Rio de Janeiro a leishmaniose, erradicada do Brasil desde 1922.

- Introdução da ecocardiografia nos diagnósticos.

1979 - O departamento de Física da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro anuncia ter desenvolvido o magnetocardiógrafo, que substitui o eletrocardiograma na medição do campo magnético do coração.

1981 - Eurípedes Ferreira faz com sucesso o primeiro transplante de medula óssea da América Latina, no Hospital das Clínicas da Universidade Federal do Paraná.

1982 - Primeira fertilização "in vitro'' em São Paulo.

- Instalação, em Cubatão (SP), do primeiro ambulatório de genética do País.

1983 - Morre a primeira vítima oficial de Aids.

1984 - Maria das Dores Medina Lopes descobre que o mal de Chagas pode ser transmitido pela amamentação.

- Nasce em Curitiba (PR) o primeiro bebê de proveta da América do Sul.

1985 - Primeiro transplante de fígado bem-sucedido, em São Paulo, é realizado pelo doutor Silvano Raia.

- Primeiro transplante de coração, no mundo, em portador de mal de Chagas, pelo doutor Euryclides de Jesus Zerbini.

1987 - No Rio de Janeiro, a equipe de Bernardo Galvão, do Departamento de Imunologia da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), consegue isolar pela primeira vez no Brasil o vírus HIV-1, dando ao país condições de produzir seus próprios kits para o diagnóstico da doença, testar remédios e tentar desenvolver vacinas.

1988 - Adib Jatene realiza a primeira operação de cardiomioplastia.

- Silvano Raia realiza pela primeira vez no mundo um transplante de fígado inter vivos.

- José Pedro da Silva realiza o primeiro transplante conjunto de coração e pulmão do Brasil.

1989 - Criação no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, do primeiro banco de sêmen do país.

1990 - A Fiocruz confirma a presença do vírus HIV-2 no país.

- Pesquisadores da Fiocruz, no Rio de Janeiro, isolam pela primeira vez o EV-71, um enterovírus que provoca meningite, encefalite e um quadro semelhante ao da poliomielite.

- Entra em operação o primeiro coração artificial desenvolvido na América Latina, na divisão de bioengenharia do Instituto do Coração (Incor), em São Paulo.

- O oftalmologista Paulo Galvão desenvolve técnica inédita que permite que uma mesma córnea, dividida em duas, beneficie dois deficientes visuais.

1991 - Com 12 anos de atraso em relação à Associação Médica Brasileira e ao Conselho Federal de Medicina, a Associação Paulista de Medicina reconhece a homeopatia como especialidade médica.

- O cirurgião Onio Búffolo e sua equipe empregam em uma gestante, pela primeira vez no mundo, a técnica de hipotermia profunda (redução da temperatura corporal para 16 graus, retirada do sangue do organismo, paralisação das funções vitais). Paciente e feto sobrevivem.

- Inaugurado em São Paulo o primeiro banco de medula óssea da América Latina.

1992 - A primeira cirurgia para retirada de tumor cerebral com anestesia local é realizada no país; a paciente permanece lúcida informando o que sente ao neurocirurgião Sebastião Carlos da Silva, do Hospital Austa, em São José dos Campos (SP).

- Arthur Garrido, da Universidade de São Paulo, realiza operação inédita em duas irmãs para redução do colesterol. A técnica consiste em desativar o íleo, porção final do intestino delgado, órgão responsável pela absorção do colesterol.

- Equipe do Incor, em São Paulo, coordenada pelo cirurgião Miguel Barbero Marcial, realiza um transplante de coração em um bebê de 13 dias de idade, o mais jovem transplantado da América Latina.

- Os pesquisadores Antônio Salustiano e Aurélio Maranduba, da Universidade de Juiz de Fora (MG), desenvolvem tecnologia nacional para sintetizar a cisplatina, droga usada no tratamento de vários tipos de câncer.

- Pesquisadores da Fiocruz isolam, pela primeira vez, o vírus da hepatite A no Brasil, primeiro passo para a produção de uma vacina nacional.

- O Conselho Federal de Medicina aprova normas para regulamentar a fertilização "in vitro'' no Brasil.

1994 - Equipe internacional coordenada por médicos do Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo, isola um novo tipo de vírus fatal, denominado Sabiá.

1998 - Entra em vigor a lei que torna todo brasileiro doador compulsório de órgãos (a menos que se manifeste em contrário oficialmente).

Leia também! Assuntos relevantes