Dicas de Redação


 Compartilhar no facebook
 Compartilhar no twitter


Dicas de Redação

Por Gabriel

É o primeiro parágrafo, deve ser breve e apresentar apenas informações sucintas sobre o tema abordado. Deve ter no máximo quatro linhas.
Pode-se iniciar a introdução com:
- uma afirmação;
- uma ou mais perguntas;
- uma retrospectiva histórica (falando sobre dados passados) ;
- dados estatísticos (desde que verídicos e atuais);
- uma narração.
Desenvolvimento
Deve ser constituído de, no mínimo, dois parágrafos. É a parte da redação em que os argumentos são abordados. Cada argumento deve ser desenvolvido em um parágrafo distinto.
Pode-se desenvolver os argumentos por meio de relações de :
- causa-conseqüência;
- contraste;
- semelhança;
- tempo;
- espaço;
- enumeração;
- explicitação.




Exemplos de expressões utilizadas em parágrafos de desenvolvimento:
Confronto
"É possível que... no entanto..."
"É certo que... entretanto..."
"É provável que ... porém..."
Divisão de idéias
"Em primeiro lugar ...; em segundo ...; por último ..."
"Por um lado ...; por outro ..."
"Primeiramente, ...; em seguida, ...; finalmente, ..."
Enumeração
"É preciso considerar que ..."
"Também não devemos esquecer que ..."
"Não podemos deixar de lembrar que..."
Uso de citações
"Segundo ..."
"Conforme ..."
"De acordo com o que afirma ..."
Reafirmação
"Compreende-se então que ..."
"É bom acrescentar ainda que ..".
"É interessante reiterar ..."




Inserção de objetivos (mais usado em textos científicos)
"Com este trabalho objetiva-se ..."
"Pretende-se demonstrar ..."
"O presente trabalho objetiva ..."
Exemplificação
"A fim de comprovar o que foi dito, ..."
"Para exemplificar, ..."
"Exemplo disso é ..."
Oposição de idéias
"Por outro lado, ..."
"Em contrapartida, ..."
"Ao contrário do que se pensa, ..."
"Em compensação, ..."
Atenção a algumas expressões que podem ser utilizadas em seu texto:
"Para tanto, ..."
"Para isso, ..."
"Além disso, ..."
"Se é assim, ..."
"Na verdade, ..."
"É fundamental que ..."
"Tudo isso é ..."
"Nesse momento, ..."
"De toda forma, ..."
"De tal forma que ..."
"Em ambos os casos, ..."
Conclusão




É o último parágrafo. Deve ser breve também com, no máximo, quatro linhas. Neste parágrafo deve ser exposta sua opinião pessoal a respeito do tema abordado.

Pode-se utilizar expressões iniciais do tipo:
- "Assim,..."
- "Portanto,..."
- "Mediante os fatos expostos,..."
- "Dessa forma, ..."
- "Diante do que foi dito ..."
- "Resumindo, ..."
- "Em suma, ..."
- "Em vista disso, pode-se concluir que ..."
- "Finalmente, ..."
- "Nesse sentido, ..."
- "Com esses dados, conclui-se que ..."

Pode-se fazer na conclusão uma:
- sugestão
- advertência
- afirmação


1. Numa redação dissertativa-argumentativa, não use a 1ª pessoa do singular (Eu). Prefira usar os verbos na 3ª pessoa do singular (Compreende-se ..., percebe-se ...).

2. Em cada parágrafo, procure elaborar de dois a três períodos. Não faça períodos longos nem curtos.

3. Não use gírias nem provérbios.

4. Não use etc. nem reticências.

5. Use anáforas, catáforas, hiperônimos, hipônimos, perífrases e antonomásias para atribuir coesão a seu texto. Ao escrevermos um texto, utilizamo-nos de vários elementos de referenciação como: pronomes pessoais, possessivos, demonstrativos, indefinidos, assim como apostos, hiperônimos (palavras de idéias gerais – "instrumentos", "ferramentas", ...), hipônimos (palavras de idéias restritas – "violão", "martelo", ...), perífrases ("a Cidade Maravilhosa" para substituir, por exemplo, "Rio de Janeiro"), antonomásias ("Poeta dos Escravos" = Castro Alves) entre outros artifícios lingüísticos.

6. Não repita palavras ou expressões. Use sinônimos.

7. Só use exemplos que sejam de domínio público, portanto apenas aqueles que tenham saído na mídia: jornais, revistas, ...

8. Evite estrangeirismos. Por outro lado, se for necessário, use aspas para palavras latinas, americanas ... ( condição "sine qua non" = essencial).

9. Ao separar as sílabas, não deixe apenas uma vogal, iniciando ou terminando, uma linha. Também não termine a sílaba, mesmo que correta, deixando, em cima ou embaixo, um cacófato.

Prioridade, relevância:
em primeiro lugar, antes de mais nada, antes de tudo, em princípio, primeiramente, acima de tudo, precipuamente, principalmente, primordialmente, sobretudo, a priori (itálico), a posteriori (itálico).

Tempo (freqüência, duração, ordem, sucessão, anterioridade, posterioridade):
então, enfim, logo, logo depois, imediatamente, logo após, a princípio, no momento em que, pouco antes, pouco depois, anteriormente, posteriormente, em seguida, afinal, por fim, finalmente agora atualmente, hoje, freqüentemente, constantemente às vezes, eventualmente, por vezes, ocasionalmente, sempre, raramente, não raro, ao mesmo tempo, simultaneamente, nesse ínterim, nesse meio tempo, nesse hiato, enquanto, quando, antes que, depois que, logo que, sempre que, assim que, desde que, todas as vezes que, cada vez que, apenas, já, mal, nem bem.

Semelhança, comparação, conformidade:
igualmente, da mesma forma, assim também, do mesmo modo, similarmente, semelhantemente, analogamente, por analogia, de maneira idêntica, de conformidade com, de acordo com, segundo, conforme, sob o mesmo ponto de vista, tal qual, tanto quanto, como, assim como, como se, bem como.

Condição, hipótese:
se, caso, eventualmente.

Adição, continuação:
além disso, demais, ademais, outrossim, ainda mais, ainda cima, por outro lado, também, e, nem, não só ... mas também, não só... como também, não apenas ... como também, não só ... bem como, com, ou (quando não for excludente).

Dúvida:
talvez provavelmente, possivelmente, quiçá, quem sabe, é provável, não é certo, se é que.Certeza, ênfase:decerto, por certo, certamente, indubitavelmente, inquestionavelmente, sem dúvida, inegavelmente, com toda a certeza.

Surpresa, imprevisto:
inesperadamente, inopinadamente, de súbito, subitamente, de repente, imprevistamente, surpreendentemente.

Ilustração, esclarecimento:
por exemplo, só para ilustrar, só para exemplificar, isto é, quer dizer, em outras palavras, ou por outra, a saber, ou seja, aliás.

Propósito, intenção, finalidade:
com o fim de, a fim de, com o propósito de, com a finalidade de, com o intuito de, para que, a fim de que, para.

Lugar, proximidade, distância:
perto de, próximo a ou de, junto a ou de, dentro, fora, mais adiante, aqui, além, acolá, lá, ali, este, esta, isto, esse, essa, isso, aquele, aquela, aquilo, ante, a.

Resumo, recapitulação, conclusão:
em suma, em síntese, em conclusão, enfim, em resumo, portanto, assim, dessa forma, dessa maneira, desse modo, logo, pois (entre vírgulas), dessarte, destarte, assim sendoCausa e conseqüência.

Explicação:
por conseqüência, por conseguinte, como resultado, por isso, por causa de, em virtude de, assim, de fato, com efeito, tão (tanto, tamanho) ... que, porque, porquanto, pois, já que, uma vez que, visto que, como (= porque), portanto, logo, que (= porque), de tal sorte que, de tal forma que, haja vista.

Contraste, oposição, restrição, ressalva:
pelo contrário, em contraste com, salvo, exceto, menos, mas, contudo, todavia, entretanto, no entanto, embora, apesar de, ainda que, mesmo que, posto que, posto, conquanto, se bem que, por mais que, por menos que, só que, ao passo que.



Criatividade para sua redação
Muitas vezes vemos os grandes redatores publicitários ou escritores como pessoas geniais que têm idéias brilhantes a cada cinco minutos, enganam-se quem os que pensam desta forma. Idéias brilhantes demandam muito trabalho e dedicação.

Não espere se tornar uma pessoa criativa assim que receber o tema da redação no vestibular. Procure desenvolver aos poucos o pensamento criativo para estar preparado para a hora do vestibular.Nesta aula veremos alguns passos para escrever uma redação leve, inteligente e criativa.

1 –Aprenda de bons escritores. Um método muito bom para melhorar seus textos é ler os textos de outras pessoas. Se você desenvolver o hábito a ler bons livros de ficção científica e romances, aprenderá como os escritores criam personagens interessantes e convincentes, desenvolvem o enredo, exploram um tema, e criam uma boa história.

Lendo livros de outros gêneros, bem como jornais e revistas, você aprenderá como os bons escritores apresentam informação de um modo interessante e organizado; também aprenderá como eles usam as palavras para instruir, comover ou persuadir.

Ler muitos livros também pode ajudar seu método de escrita de um modo mais geral. Isto porque enquanto você está lendo, você está aprendendo aspectos diferentes da língua portuguesa.

Por exemplo, você está aprendendo novas palavras e expressões para usar em seus textos, e ao mesmo tempo está melhorando sua habilidade para escrever corretamente. Além de estar aprendendo gramática, você poderá entender como os escritores se expressam.

2 -Use exemplos para ilustrar idéias difíceis ou abstratas

Segundo o Aurélio, o exemplo é uma frase ou passagem de um autor, que se menciona para estabelecer uma opinião, confirmar uma regra, ou demonstrar uma verdade. Portanto, é recomendado usá-lo em seu texto, quando este se fizer necessário.

Muitas vezes a pessoa que está lendo sua redação pode não possuir a mesma familiaridade que você sobre o assunto sobre o qual você está escrevendo, e alguns pontos de vista podem não ser facilmente compreendidos. Esse é um dos momentos em que é bom fazer uso dos exemplos.

Assim como as referências, os exemplos podem ser muito úteis em seus textos, mas não se esqueça que um ou dois exemplos já são mais suficientes para sua redação.

Não use exemplos em partes de seu texto que já são bastante compreensivas, não é necessário exemplificar algo que o examinador facilmente entenderá. Procure exemplificar apenas suas idéias de difícil compreensão ou abstratas.

Exemplo:
A internet se tornou um instrumento de grande ajuda para estudantes de ensino fundamental e médio, principalmente para alunos de baixa renda.(POR QUE?) (exemplo) Hoje os alunos de baixo poder aquisitivo, através da internet, tem acesso a estudos, matérias e pesquisas de alta qualidade, antes restritas apenas àqueles que tinham condições de comprar caros livros didáticos.

Lembre-se: Você pode usar exemplos, mas evite usar muitas analogias.

3 -Teor claro e direto - Se para você já é muito chato e difícil ler um texto que não é claro e direto, imagine para o examinador, que já leu pelo menos uma centena de textos antes do seu, e ainda tem algumas centenas para corrigir. Um texto bem escrito, seja ele uma redação, carta, memorando ou matéria de jornal, é sempre claro e direto.

Tome cuidado para não repetir idéias em seu texto. Você pode não perceber, mas pode acabar usando muitas linhas para escrever a mesma coisa.

Exemplo:
“Para que a população possa votar conscientemente é necessário que ela tenha acesso à educação, para que tenha discernimento na escolha do seu candidato, pois a população precisa estar ciente da representatividade e importância de seu voto, e sem uma boa educação fica difícil julgar qual candidato é o mais preparado para ocupar um cargo público, seja como deputado, senador, prefeito, governador, presidente, entre outros”.

Note dois graves erros nesse texto. O primeiro é a repetição da importância da educação para o voto consciente. O segundo erro é a descrição de diversos cargos públicos no final do parágrafo. Como o texto se refere à eleição, se subentende os cargos públicos referidos, não é necessário escrever cada um deles.Tome cuidado para não "poluir" o texto com pormenores irrelevantes. Mas não esqueça que aquilo que parece óbvio para você pode não ser para o leitor.Em uma redação para o vestibular, o tempo e o espaço para a criação do texto são curtos. Portanto você não vai querer gastá-los enrolando sobre o tema. Seja direto, em uma dissertação, você tem aproximadamente cinco parágrafos para desenvolver todo o texto. A objetividade e clareza são algumas das principais qualidades de uma redação.



Bibliografia:
http://www.cintiabarreto.com.br/didatica/redacaoparaconcursos1.shtml
http://www.pciconcursos.com.br/aulas/portugues/coesao
http://www.mundovestibular.com.br/articles/347/1/CRIATIVIDADE-NA-REDACAO/Paacutegina1.html


Texto enviado às 16:05 - 23/10/2009
Autor: Gabriel






[ Pesquisa escolar lida 95244 Vezes - Categoria: Português ]


Leia também! Assuntos relevantes.

Redação pronta sobre a crise econômica mundial
Confira um modelo de redação sobre a crise econômica mundial! O mundo tem assistido a instabilidade econômica tomar conta das principais nações do ...
Lido: 3517 Vezes

Redação tema família
A família é a base da sociedade, e se destaca como protagonista no desenvolvimento do caráter e da educação de todos os indivíduos. O primeiro grande ...
Lido: 283 Vezes

Os erros mais comuns ao fazer uma redação
Toda redação precisa seguir algumas orientações para que alcance o objetivo de ser clara, concisa e bem elaborada. Nos vestibulares e no Enem os estud...
Lido: 2841 Vezes

Redação de Natal
O natal é um momento de comemorar em família as bençãos que recebemos durante o ano todo. Essa celebração existe para que possamos agradecer e renovar...
Lido: 4809 Vezes

Redação sobre desemprego
O desemprego é uma grave questão social que está presente em vários países do mundo. Essa situação causa problemas à economia, ao desenvolvimento das ...
Lido: 1956 Vezes

Dicas de Redação - Argumentos
- ARGUMENTAÇÃO POR CAUSA E CONSEQUÊNCIA: O principal elemento constitutivo das redações dissertativas está na relação entre o ponto de vista e argumen...
Lido: 33939 Vezes

Redação dissertativa sobre drogas
As drogas são um sério problema de saúde pública do mundo. Essas substâncias conseguem destruir a saúde física e mental dos cidadãos, tirando sua dign...
Lido: 20402 Vezes

Dicas de Redação para Vestibular
A redação é a parte mais importante de qualquer vestibular. Ela agrega muitos pontos ao resultado final dos candidatos e, por isso, deve receber atenç...
Lido: 7264 Vezes

Como fazer uma boa redação para o ENEM?
A redação do Enem – o Exame Nacional do Ensino Médio, tem um peso muito grande sobre a nota que o estudante vai alcançar. Por isso, é preciso muita de...
Lido: 4124 Vezes

Estudantes Online | Fale Conosco | Feed / RSS | Google + | Twitter |

Novos assuntos sobre educação no seu e-mail

Site destinado a educação, informação e pesquisa escolar. Não incentivamos a prática de trabalhos escolares prontos.

Sendo um veículo de comunicação, não compactuamos com nenhuma opinião sobre nenhum tema.

Cópia de conteúdo somente se citada a fonte.

© 2014 - Grupo Escolar - Todos direitos reservados