Castro Alves

Por

Antônio Frederico de Castro Alves nasceu em 14 de março de 1847, na fazenda Cabaceiras, na região da Vila de Curralinho, na Bahia. Ele foi um importante escritor brasileiro e iniciou sua trajetória de sucesso aos 22 anos de idade. Castro Alves foi um dos mais ilustres poetas românticos do Brasil. Ele ficou conhecido como "cantor dos escravos".

Castro Alves era filho do médico Antônio José Alves e de Clélia Brasília da Silva Castro. Em 1853, ele foi para Salvador com sua família e começou a estudar no colégio de Abílio César Borges. Aos 16 anos de idade, ele viajou para Recife e iniciou o Curso Jurídico.

Em 1862, Castro Alves escreveu o poema "A Destruição de Jerusalém". Em seguida, lançou as obras "Pesadelo", "Meu Segredo", "Cansaço", "Noite de Amor", "A Canção do Africano" e "Mocidade e Morte".

Em 1867, Castro Alves iniciou um relacionamento amoroso com Eugênia Câmara e viajou com ela para a Bahia, o Rio de Janeiro e São Paulo. Nessa jornada, ele conheceu o escritor Machado de Assis. Depois disso, Castro Alves fixou moradia em São Paulo e retomou o curso de direito na Faculdade de Direito do Largo de São Francisco.

Em 1870, o escritor publicou o livro "Espumas Flutuantes". No ano seguinte, o poeta contraiu tuberculose e acabou falecendo em Salvador, no dia 6 de julho de 1871. Atualmente, Castro Alves é o patrono da cadeira nº 7 da Academia Brasileira de Letras. O poema "O Navio Negreiro" é considerado um marco da trajetória do escritor.

Leia também! Assuntos relevantes