Briófitas


 Compartilhar no facebook
 Compartilhar no twitter


Briófitas

Características gerais
autotróficas
criptógamas : órgãos de reprodução escondidos
avasculares : sistema vascular ausente
gametófito folhoso : filídios , caulídio e rizóides
gametófito taloso : talo e rizóides
gametófiito pode ser tanto monóico quanto dióico ( em plantas monóicas pode ocorrer autofecundação )
gametângio feminino: arquegônio , contém oosfera
gametângio masculino : anterídio , contém anterozóides
quanto à morfologia do gametófito : musgos : folhosos ; hepáticas : folhosos ou talosos ; antóceros : talosos
alternância de gerações heteromórfica : fase gametofítica mais duradoura , fase esporofítica efêmera
esporófito dependente do gametófito , desenvolve - se sob e a partir do gametófito
Ciclo de vida
esporófito 2n> MEIOSE> esporo n> protonema n> gametófito n> anterídios e arquegônios> anterozóides e oosferas n> FECUNDAÇÃO> zigoto 2n> embrião 2n> esporófito

- começa com o esporo : pequena estrutura arredondada , mede apenas alguns micrômetros , com parede lisa ou variadamente ornamentada . Quando o esporo encontra - se em um ambiente favorável , tem início a germinação com a formação do protonema

- o protonema cresce , formando uma rede multicelular e ramificada . Algumas briófitas têm protonema taloso ao invés de filamentoso

- o protonema forma rizóides para fixá - lo no substrato , e , posteriormente , desenvolve uma pequena gema , a qual forma um gametófito folhoso ou taloso

- o gametófito pode ser uni ou bissexual e apresentar gemas sexuais ( inflorescências ) , contendo as estruturas sexuais masculinas ( anterídios ) e os órgãos sexuais femininos ( arquegônios )

- paráfises : filamentos multicelulares e estéreis , geralmente intercaladas com as estruturas sexuais

- cada anterídio contém numerosos anterozóides biflagelados , mas há somente uma única oosfera em cada arquegônio

- células colares do canal : fecham o arquegônio até a oosfera se tornar fértil . Quando isso ocorre , essas células se tornam mucilaginosas , permitindo então a entrada dos anterozóides que possuem compatibilidade bioquímica com a mucilagem ali presente . Os anterozóides são conduzidos quimiotaticamente para dentro da oosfera . O embrião se desenvolve dentro do arquegônio , e a partir dali se dá o esporófito

- o esporófito , na maioria das briófitas , consiste de um pé imerso no gametófito , cuja função é absorver água e nutrientes necessários para o seu crescimento ; uma seta , pedúnculo delgado com comprimento variável , sustenta o esporângio ; e na porção distal da seta , uma cápsula contendo esporos . Freqüentemente um capuz membranoso denominado de caliptra , tecido restante do arquegônio , reveste e protege a cápsula

- além dos esporos , a cápsula de hepáticas contém elatérios e a cápsula de antóceros contém pseudoelatérios , células alongadas e higroscopicamente ativas , cuja função é auxiliar na liberação e dispersão dos esporos

- anterídio + paráfises + filídios modificados = perigônio

- arquegônio + paráfises + filídios modificados = periquécio ( musgos ) ou perianto ( hepáticas )

- além da reprodução sexuada , muitas briófitas também se reproduzem por meios assexuais e vegetativos . Ramificações especializadas , partes de filídios , ou alguma célula jovem da planta pode ter capacidade de produzir um novo gametófito

- gemas : corpos reprodutivos especiais , produzidos em grande número sobre os filídios , caulídio ou rizóides do gametófito. Cada gema , após destacar - se da planta e assentar - se em um meio favorável , é capaz de originar um novo gametófito e , eventualmente , um esporófito

- aspectos econômicos : as briófitas podem ser utilizadas com indicadores ecológicos . Algumas são boas indicadoras da qualidade do solo de florestas e das condições de pH e da água em turfeiras . Certos musgos indicam a presença de cálcio na água , outros indicam a presença de alguns depósitos minerais no solo . As briófitas também servem para monitorar a poluição por metais pesados , devido à sua grande capacidade de concentrar esses elementos , e as concentrações de poluentes do ar . além dessas funções , as briófitas também podem ser usadas com alimento para peixes , mamíferos e pássaros , como iscas em pescaria , para controlar a erosão do solo , umidade e inundações , como ervas medicinais , e na biologia aplicada ( antibióticos , reguladores do crescimento de plantas , entre outros ).






[ Pesquisa escolar lida 48891 Vezes - Categoria: Biologia ]


Leia também! Assuntos relevantes.

Hepáticas
divisão Hepatophyta , classe Hepaticopsida separadas em duas subclasses e seis ordens , com 330 gêneros e cerca de 8.000 espécies divisão das orde...
Lido: 22483 Vezes

Antóceros
divisão Anthocerotophyta , classe Anthocerotopsida impossível identificar a planta se for coletado apenas o gametófito plantas pequenas , talo...
Lido: 15276 Vezes

Estudantes Online | Fale Conosco | Feed / RSS | Google + | Twitter |

Novos assuntos sobre educação no seu e-mail

Site destinado a educação, informação e pesquisa escolar. Não incentivamos a prática de trabalhos escolares prontos.

Sendo um veículo de comunicação, não compactuamos com nenhuma opinião sobre nenhum tema.

Cópia de conteúdo somente se citada a fonte.

© 2014 - Grupo Escolar - Todos direitos reservados