As causas genéticas das mutações

As causas genéticas das mutações

Por

O organismo humano é repleto de células que podem, em determinado momento e por variados fatores, sofrer mutações. Na verdade, as mutações sempre aconteceram e foram responsáveis pela evolução natural de todos os seres vivos.

Quando uma célula se divide, acontece uma cópia direta de seu DNA. Entretanto, em alguns casos, essa cópia pode não ser idêntica ou perfeita, levando a um tipo de mutação ou alteração da sequência original do DNA.

Diariamente, nossas células trabalham na produção de proteínas que apresentam aminoácidos em sequência. Quando ocorre de uma célula produzir uma proteína diferenciada, isso também pode ser compreendido como mutação. Na prática, uma mancha estranha que surge em nossa pele já pode ter sido provocada por uma mutação genética.


Mas o que causa exatamente esse tipo de processo no organismo?

Até o momento, os cientistas não conseguiram explicar com assertividade plena as causas da mutação genética. Sabe-se que uma célula se multiplica e pode sofrer alteração e que, em determinados casos, essa mutação pode levar a um problema grave de saúde.

Um exemplo clássico é a anemia falciforme, causada pela mudança de um aminoácido ácido glutâmico por um aminoácido valina em uma cadeia de hemoglobina. Essa alteração atinge os glóbulos vermelhos, que se tornam incapazes de realizar o transporte do oxigênio.

Principais fatores mutagênicos:

Principais mutações gênicas:

Principais mutações cromossômicas:

Pesquisadores evolucionistas acreditam que as mutações gênicas também podem trazer mudanças boas para os seres vivos. A área da genética humana é muito complexa, mas é certo que alguns fatores externos também podem favorecer certas mutações.

Um caso típico é o das pessoas que estão em constante exposição a produtos químicos ou radiação. Esse tipo de exposição leva a uma quebra do DNA, que gera uma mutação e, consequentemente, pode causar diversos tipos de câncer.

Leia também! Assuntos relevantes