Animais em extinção região sudeste

Animais em extinção região sudeste

Por

A região Sudeste do Brasil concentra o maior número de mamíferos, anfíbios e répteis ameaçados de extinção. A área que tem mais espécies ameaçadas é a Mata Atlântica, um resultado direto da degradação do meio ambiente por ações humanas e da caça predatória e comércio ilegal de animais.

Segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), a fauna em risco de extinção é maior no Estado do Rio de Janeiro, onde cerca de 39 espécies correm risco de desaparecer. Em segundo lugar, vem o Estado de São Paulo, com 38 espécies ameaçadas, e depois Minas Gerais, que conta com 37 espécies em risco de extinção.

Entre os animais que podem desaparecer estão a onça-pintada, o mico-leão-dourado, o tamanduá-bandeira, o bugio e a preguiça-de-coleira. O sudeste é a região com maior devastação no Brasil. Isso acontece principalmente por conta das construções imobiliárias e da expansão das estradas.

Em contrapartida, a região Norte tem a menor quantidade de animais em risco de extinção. O Acre tem sete espécies listadas entre as ameaçadas. Na Amazônia, os animais mais ameaçados são o tamanduá-bandeira, o tatu-canastra e a onça-pintada. No total, o Brasil tem hoje 105 espécies ameaçadas de risco de extinção.

Leia também! Assuntos relevantes