A Doutrina Nazista

A Doutrina Nazista

Por

Foi na prisão militar de Landsberg que Adolf Hitler escreveu a primeira parte do livro "Mein Kamph (Minha Luta)" que se tornou o livro sagrado do nazismo.

Nesse livro Hitler expôe as bases de sua doutrina: Um conjuto de idéias fanáticas e pseudocientíficas.

Entre as pricipais teses hitleristas destam-se:

1º A Superioridade da Raça Ariana: Hitler afirma que o povo alemão descendia de uma raça superior (Os Arianos) e, por isso, tinha o direito de dominar as raças inferiores (Judeus, Eslavos...etc).

2º O anti-senitismo: Hitler declarava que os judeus (semitas) faziam parte de uma raça inferior, sendo capazes de corromper e destruir a pureza alemã. Os casamentos entre judeus e alemães deveriam ser proibidos; e os judeus aniquilados.

3º O total fortalecimento do Estado: Hitler defendia a total submissão do indivíduo á autoridade soberana do Estado personificada na figura de Führer (chefe).

4º O expansionismo: Hitler afirmava que o povo alemão tinha direito de conquistar seu espaço vital, expandido militarmente seu território.

Falando do sistema educacional, Hitler escreveu as seguintes palavras no Mein Kamph:

“O povo alemão, hoje destruído, morrendo, entregue, sem defesa, aos pontapés do resto do mundo, tem absoluta necessidade de força que a confiança em si proporciona. Todo o sistema educacional deve ter como objetivo dar as crianças de nosso povo à certeza de que são absolutamente superiores aos outros povos.”

Leia também! Assuntos relevantes