A curiosa guerra entre a Grécia e Bulgária

A curiosa guerra entre a Grécia e Bulgária

Por

Em 1925, um inocente cachorro causou uma guerra que deixou mais de 40 pessoas mortas e feridas. Entenda esse fato histórico!

Você consegue imaginar uma guerra que foi provocada por um inocente cachorro? Saiba que isso aconteceu na história da humanidade e gerou um conflito intenso entre Grécia e Bulgária.

A história toda começou quando o cachorro de um soldado grego saiu correndo e atravessou a fronteira entre os países, entrando em território búlgaro. A fuga do animal fez com que o soldado grego fosse atrás de seu cão. Acontece que, nessa tentativa de recuperar o cachorro, o soldado acabou morto por um sentinela búlgaro.

O fato levou as tropas gregas a invadiram a Bulgária. O conflito deixou 48 búlgaros feridos e mortos. Por causa dos acontecimentos que desencadearam o confronto, essa batalha ficou conhecida como “A Guerra do Cachorro Fujão”.

O fato aconteceu em 1925 e também é conhecido como a Guerra de Petrich. A crise greco-búlgara só terminou depois de uma deliberação da Liga das Nações.

O contexto da guerra foi marcado por relações nada diplomáticas entre Grécia e Bulgária. As duas nações estiveram em conflito por problemas minoritários, como a questão macedônia e a atividade dos Komitadjis. O cachorro que atravessou a fronteira foi o estopim para o conflito armado.

Mais tarde, a Bulgária explicou que a guerra havia sido iniciada por um mal-entendido. O conflito terminou quando houve um pedido oficial de desculpas, a punição dos responsáveis e o pagamento de uma indenização de dois milhões de francos franceses para as famílias das vítimas.

A Liga das Nações ordenou o cessar-fogo, a retirada das tropas gregas do território da Bulgária e o pagamento de uma compensação para a Bulgária. Os países aceitaram a decisão e cumpriram o acordo, colocando fim à guerra.

Leia também! Assuntos relevantes