Segundo Reinado - Brasil Império

O Segundo Reinado do Brasil começou quando Dom Pedro II teve sua maioridade antecipada pelo Senado, para que ele pudesse assumir o trono como imperador. Este momento histórico durou de 1840 até 1889, ano em que o Brasil finalmente se tornou uma república.

O Segundo Reinado teve início oficialmente em 23 de julho de 1840. Para que Dom Pedro II pudesse assumir o trono foi necessário alterar a Constituição. Assim, Pedro de Alcântara, que estava apenas com 14 anos na época, foi considerado maior de idade e apto a assumir o governo.

Este período só se encerraria em 15 de novembro de 1889, com a Proclamação da República.


Como foi o Segundo Reinado?

D. Pedro II foi imperador do Brasil por 49 anos. Este momento histórico foi marcado por transformações sociais, econômicas e políticas no país. Havia uma disputa bastante acirrada entre o Partido Liberal e o Partido Conservador durante o Segundo Reinado.

O período também foi marcado pelo auge da Revolução Farroupilha no Rio Grande do Sul. Dom Pedro II indicou, então, o Barão de Caxias para negociar o fim da revolta. O acordo deu origem ao chamado Tratado de Poncho Verde, que, em 1845, colocou fim à revolução.

Outros conflitos também aconteceram durante o Segundo Reinado, como, por exemplo, a Revolução Praieira, de Pernambuco, entre os anos de 1848 e 1850; e o conflito armado contra o Paraguai, de 1864 a 1879.

Na área econômica, o Segundo Reinado marcou o sucesso do café brasileiro como produto de exportação, reforçando as figuras dos barões do café, que estavam concentrados principalmente nas fazendas do Estado de São Paulo. O período também foi marcado pela chegada dos imigrantes europeus, com destaque para os italianos, que vieram trabalhar nos cafezais a partir de 1850.

O Segundo Reinado também teve uma pressão da Inglaterra para o fim da escravidão. Por isso, o país começou a criar leis neste sentido, como a Lei Eusébio de Queiróz, que proibiu o tráfico de escravos no país; a Lei do Ventre Livre, a Lei dos Sexagenários e, por fim, a Lei Áurea, de 1888, que aboliu a escravidão.


Crise do Segundo Reinado

A crise do Segundo Reinado começou já na década de 1880. A população começou a ficar descontente com o governo de Dom Pedro II, principalmente por conta de casos de corrupção, proibições determinadas pela Monarquia e pelo controle excessivo.

Crise no Segundo Reinado

Nesta época, os ideais republicanos já eram fortes no país, principalmente entre a classe média. As pessoas queriam ter mais liberdade e participação política e começaram a apoiar a implantação da república.

Com o apoio dos fazendeiros e cafeicultores do Oeste Paulista, que também queriam mais poder político, o movimento pela república cresceu. Em 15 de novembro de 1889, o Marechal Deodoro da Fonseca assinou o manifesto de Proclamação da República, dando origem a um governo provisório no Brasil. Depois disso, D. Pedro II e a família imperial foram embora para a Europa.


Veja também:

O declínio do Segundo Reinado no Brasil

Primeiro Reinado e Regência - Brasil Império