O ditador e general Caio Júlio César nasceu na Itália, em Roma, em 100 a. C. Originalmente, seu nome era escrito como Caius Julius Caesar. Descendente de uma família importante, foi muito bem-educado por sua família de nobres romanos, tornou-se soldado cedo e enfrentou batalhas na Ásia antes de assumir o poder em Roma.

Na época do nascimento de Júlio César, Roma já era uma grande potência que acumulava riquezas e muitas terras. A expansão acontecia através da pirataria. Os patrícios podiam chegar ao poder através do Senado, que decidia a política e as leis.

O Poder Executivo era exercido pelo Consulado, enquanto os plebeus representavam a camada mais baixa da sociedade.

Neste período, Sila assumiu o poder em Roma e Júlio César tornou-se inimigo deste ditador e acabou fugindo para a Ásia, para viver como exilado com sua filha Júlia e sua esposa Cornélia.

A popularidade de Júlio César chegou com o enfrentamento, na Ásia, contra Mitridates, rei de Ponto, em 74 a.C., criando uma forte resistência com um exército organizado, para depois se tornar pontífice.

Sua carreira política, depois de seu retorno para a Itália, avançou graças ao seu poder de oratória, que o ajudou a conquistar o povo. Depois de circular por cargos menores, tornou-se Cônsul de Roma em 60 a.C.

Júlio César, Escultura

Roma passou pelo Primeiro Triunvirato com o comando de 3 nomes importantes, que conseguiram reduzir a influência do Senado nas decisões. São eles:

  • Júlio César
  • Crasso
  • Pompeu

No Triunvirato, as terras de Roma foram divididas para os três mandatários. Júlio César assumiu o comando de Gália e ganhou batalhas contra belgas, germanos e helvéticos. Depois do falecimento de Crasso, Pompeu e alguns senadores articularam a queda de Júlio César, que se preparou com seu exército para combater a resistência e pronunciou uma frase célebre: “A sorte está lançada”!

Depois de derrotar Pompeu, em 49 a. C., ele virou ditador vitalício de Roma. Após a derrota, Pompeu se refugiou no Egito e acabou sendo morto por ordem do rei menino Ptolomeu XIII.

Júlio César teria sido presenteado então por Cleópatra, uma jovem muito bonita e inteligente. Cleópatra viria a se tornar rainha.

Júlio César contou com grande apoio popular em sua carreira política, acumulando títulos concedidos pelo Senado, tais como:

  • Pontífice Máximo
  • Ditador Perpétuo
  • Censor Vitalício
  • Cônsul Vitalício
  • Entre outros.

Ele tinha plenos poderes para mudar a Constituição, escolher os senadores, comandar o exército e dominar politicamente tanto Roma quanto as províncias. Era o grande imperador que construiu obras públicas importantes, reformou o calendário colocando o mês de julho e incluindo o ano bissexto, reestruturou as finanças desorganizadas de Roma, entre outras medidas.

A aristocracia se voltou contra Júlio César, que acabou assassinado nas escadarias do Senado, no dia 15 de março, do ano 44 a.C.


Veja também:

Civilização Romana

Cultura Romana

Leia também! Assuntos relevantes