O Estado Islâmico é um grupo terrorista formado por jihaditas muçulmanos ultraconservadores, que são conhecidos por defenderem os fundamentos radicais do islamismo.

No dia 29 de agosto de 2014, o grupo terrorista Estado Islâmico, que já foi chamado de Estado Islâmico no Iraque e na Síria e Estado Islâmico no Iraque e no Levante, anunciou que o seu líder, Abu Bakr al-Baghadi se autoproclamou califa da região que fica localizada ao noroeste do Iraque e em parte central da Síria.

O título de califa era dado aos antigos sucessores de Maomé, que tinham autoridade política legitimada pela religião islâmica.

O Estado Islâmico vem sendo observado e citado pela mídia ocidental graças às suas ações extremas contra a população da Síria e do Iraque, com estupros e massacres aos cristãos, xiitas e qualquer outro grupo que tenha pensamento religioso diferente do deles.

Além disso, esse grupo é responsável por diversos ataques terroristas na Europa, assim como em outras partes do mundo. Sempre que essas ações terroristas são postas em práticas, pessoas inocentes morrem.

Grupo Extremista do Estado Islâmico


Qual é a origem do Estado Islâmico?

Assim que iniciou-se a crise política no Iraque, após as guerras de 2003, começou a história do Estado Islâmico. A guerra no Iraque começou dois anos depois dos atentados terroristas sofridos pelos Estados Unidos, em 11 de setembro de 2001. Esse atentado teve como líder o chefe da Al-Qaeda, Osama Bin Laden. Esse grupo tinha um grande espaço, onde atuava livremente, no Iraque e na Síria.

O grupo Estado Islâmico surgiu a partir da separação da Al-Qaeda, onde os dois grupos mantinham relação e romperam em fevereiro de 2014. A base do Estado Islâmico está nos mesmos princípios da Al-Qaeda, que remontam à ideologia pan-islâmica de Sayyid Qutb, que era o antigo líder da Irmandade Muçulmana.

Mas, apesar de ter influência do fundamentalismo de Sayyd Qutb, o Estado Islâmico tem suas raízes ideológicas relacionadas com o wahabismo.

Esse movimento surgiu na Arábia Saudita, no século XVIII, a partir das pregações de Muhammad ibn ‘Abd al- Wahhab, onde defendia a “purificação da fé” islâmica como retorno de práticas do Islamismo do século VI. Seu ponto principal é interpretar literalmente os preceitos escritos no Corão.

bandera de isis


Quais são os objetivos do Estado Islâmico?

O grande objetivo do Estado Islâmico é expandir o seu princípio por todo o Oriente Médio, que se basearia na sharia, que é uma Lei Islâmica baseada no Corão. Além disso, o Estado Islâmico busca estabelecer conexões com a Europa e outras regiões do mundo, a fim de que possa realizar atentados que dariam ao grupo autoridade, mesmo que por meio do terrorismo.

O intuito do Estado Islâmico é o mesmo que o dos outros grupos terroristas: aumentar o seu modelo de lei religiosa islâmica de governo pelo mundo inteiro, por meio de métodos terroristas, fazendo como alvos as pessoas inocentes.

Existem muitas pessoas que não são praticantes da religião muçulmana que simpatiza com a causa, e acabam se oferecendo para integrar o grupo e servir ao seu propósito jihadista.

A última grande adesão foi de jovens nascidos no Caribe e Trinidad e Tobago. Esse fato preocupa diversos chefes de Estado, pois estes jovens, uma vez treinados, podem realizar terrorismo em diversos lugares, principalmente na Europa.

Hoje o Estado Islâmico se encontra enfraquecido tendo perdido 14 % do território que controlava no final de 2015.

Leia também! Assuntos relevantes