O Dia da Consciência Negra é comemorado no dia 20 de novembro, em todo o Brasil. A data é dedicada à reflexão do papel do negro na sociedade. O dia faz parte da Semana da Consciência Negra. Diversos movimentos sociais e organizações promovem atividades que destacam a cultura negra. O dia escolhido relembra a morte de Zumbi dos Palmares, em 1695. A data foi instituída pela lei nº 12.519, de 10 de novembro de 2011, numa homenagem à morte de Zumbi, líder do Quilombo dos Palmares.

A data foi escolhida para homenagear à Zumbi, que foi o último líder do Quilombo dos Palmares, que faleceu nesse dia. Zumbi foi morto ao ser traído por um dos seus capitães, Antonio Soares. Zumbi dos Palmares foi um dos maiores líderes negros no Brasil que lutou para a libertação do seu povo, combatendo principalmente o sistema escravista. Zumbi é considerado um ícone da resistência e da luta dos negros. Os membros dos movimentos negros decidiram eleger a figura de Zumbi como símbolo da luta contra o racismo. Atualmente, a data da consciência negra lembra os esforços pela reparação aos danos e aos preconceitos sofridos pela população negra na história do Brasil.

A maior entidade brasileira que resgata a resistência do negro à escravidão e toda a história de luta da etnia é chamada de Movimento Negro. Durante a semana são organizadas palestras e eventos educativos para relembrar todo o sofrimento do negro desde o transporte da África ao Brasil.

Alguns temas debatidos no evento são: preconceito racial, o negro no mercado de trabalho, cotas universitárias entre outros.


Por que comemorar essa data?

É necessário comemorar essa data justamente para reconhecer a importância dos descendentes africanos na constituição e na construção da sociedade brasileira.

Com a comemoração desse dia, temas importantes são levantados e discutidos, como racismo, discriminação, igualdade social, inclusão do negro na sociedade, a cultura afro-brasileira, entre outros tantos pontos.

Consciência Negra, Brasil


O que foi e para que servia o Quilombo dos Palmares?

Para conhecimento geográfico, o a localização do quilombo ficava onde hoje se encontra a Serra da Barriga, em Alagoas. O Quilombo dos Palmares é um lugar que foi criado para servir de abrigo para os escravos que fugiam dos seus senhores, justamente porque eles não aguentavam viver sobre tantos maus tratos e castigos.

O sofrimento pelo qual passavam era tanto, que de fugitivos se contavam mais de 20 mil habitantes.

Com todo o sofrimento vivido, os negros não eram tratados com o respeito que toda e qualquer pessoa merece. O que antes era um sofrimento ter de servir às pessoas brancas, em condições sub-humanas. As suas mulheres e filhas serviam como escravas sexuais para os senhores e os seus filhos, feitores e capitão do mato, que depois do prazer, abandonavam as mulheres.

Saiba mais: Quilombo dos Palmares.


Como se deu a proteção aos negros?

Muitas pessoas não concordavam com a escravização e criavam diversas leis para defender os diretos dos negros. A primeira foi a Lei do Vento Livre, criada em 1871, que concedia liberdade para os filhos dos escravos eu nasciam após essa lei.

Já em 1885, foi criada a Lei dos Sexagenários, que dava liberdade aos escravos que tinham mais de sessenta anos de idade. Para finalizar a proteção aos escravos, foi instituída a Lei Áurea, que foi assinada pela Princesa Isabel, no dia 13 de maio de 1885, onde os escravos conseguiram conquistar a sua liberdade.

Acontece que, por não saberem desempenhar qualquer outro tipo de serviço, os negros continuaram trabalhando na casa os seus patrões, mesmo estando libertos. Dessa forma, não foi tão completa a sua liberdade.


Quem foi Zumbi dos Palmares?


Zumbi dos Palmares

Conhecido nacionalmente como Zumbi dos Palmares, ele foi o último dos líderes o Quilombo dos Palmares durante o período colonial.

Nascido no quilombo, filho de escravos eu lá vivam, Zumbi cresceu e lutou para que todos os negros pudessem ser libertos. Essa luta durou até a sua morte, que se deu no ano de 1695, depois de ter sido assassinado pelo capitão Furtado de Mendonça. Seus restos mortais foram expostos em rede pública.


Conclusão

O dia 20 de novembro também serve para valorizar a cultura africana e exigir liberdade de informação, manifestação religiosa e cultural. O dia da consciência negra é uma data importante no calendário brasileiro, pois ela reforça a participação e a cidadania dos afro-brasileiros, além de dizer não ao racismo, à discriminação e ao preconceito racial. No dia 20 de Novembro, muitas festividades tomam conta do país para celebrar a riqueza da diversidade racial do nosso Brasil.


Veja também:

Preconceito Racial
Democracia Racial no Brasil

Leia também! Assuntos relevantes