A diversidade biológica que existe em nosso mundo também pode ser chamada de biodiversidade, uma palavra que reúne a riqueza de animais, plantas e outros organismos que habitam o planeta Terra.

A biodiversidade não está somente na natureza, distante das nossas vidas. Ela faz parte do nosso cotidiano. As plantas, por exemplo, que antes estavam muito distantes, agora podem ser encontradas em forma de medicamentos e outros produtos que são consumidos pelos seres humanos.

A biodiversidade pode ser compreendida de duas maneiras:

  • Todas as formas de vida existentes em nosso planeta;
  • Como as vidas do nosso planeta se relacionam, formando um sistema.

Neste sentido, é importante entender a vida como algo individual, mas também é fundamental analisar como cada ser é capaz de interagir com o outro. Também é essencial saber que a diversidade biológica está em tudo, em todas as espécies que habitam a Terra.

Não existe um número certo de quantas espécies podemos encontrar em nosso planeta, pois estudiosos divergem entre 10 milhões e 50 milhões. Porém, pesquisadas e catalogadas existem aproximadamente 2 milhões de espécies.

O Brasil chama bastante atenção, pois é um território classificado como região de megadiversidade. Isso quer dizer que quase 25% das espécies mundiais são encontradas em território nacional.

Animal marinho, aves, insetos

Diversos fatores estão colocando a biodiversidade em risco. Entre os principais estão os seguintes:

  • A poluição é uma ameaça constante para a biodiversidade;
  • A extração excessiva de recursos naturais também pode afetar de forma severa a biodiversidade;
  • O desmatamento e a destruição de habitats naturais são graves ameaças à biodiversidade;
  • O crescimento desenfreado do consumo;
  • O aumento das áreas urbanas;
  • A expansão industrial;
  • Entre outros fatores.

Quando os problemas listados acima são muito sérios e recorrentes, as consequências podem ser irreversíveis, levando plantas e animais à extinção.

Florestas Montanhas

E o mundo parece estar caminhando para este destino. Calcula-se que mais de 15 milhões de hectares de floresta tropical sejam destruídos todos os anos. Se este ritmo de desmatamento continuar, em poucas décadas diversas espécies que vivem nestes habitats estarão dizimadas.

O gasto despreocupado de recursos naturais também pode gerar prejuízos à biodiversidade. A exploração comercial de alguns animais também está eliminando, aos poucos, algumas espécies, como, por exemplo, os rinocerontes.

Em alguns países, o excesso de poluição nos rios simplesmente impede que haja qualquer tipo de vida aquática.

Para cuidar dos problemas relativos à biodiversidade, a ONU organizou a Convenção da Diversidade Biológica, quando mais de 150 países se comprometeram a tomar medidas que protejam a biodiversidade em suas nações.

Mesmo com a intenção firmada em documento, a maioria dos países ainda não adotou nenhuma prática metodológica para cuidar da biodiversidade. Ou seja, este ainda é um desafio de escala global.

O maior obstáculo dos países é colocar na agenda de desenvolvimento econômico a preocupação com o meio ambiente e com a biodiversidade. Atualmente, diversas ONGs têm atuado com muito mais esforço do que as próprias autoridades para a proteção da biodiversidade.


Assuntos Parecidos

Leia também! Assuntos relevantes