Xenofobia é uma palavra oriunda do grego, que remete ao “medo de estrangeiros”. O termo não é usado somente para caracterizar o medo, mas também a estranheza e a aversão, ou até mesmo antipatia e desconfiança com relação às pessoas que vem de fora de seu país, carregando culturas, hábitos e religiões diferentes.

Isso pode ser manifestado na sociedade de diversas formas distintas, tendo como alvo não apenas as pessoas que são formalmente provenientes de outros países, mas que tenham herdado culturas e subculturas diferenças, ou até mesmo características físicas e sistemas de crenças.

Trata-se, portanto, de um problema social que é baseado na intolerância somado à discriminação social diante de algumas nacionalidades diferentes, ou ainda culturas diferentes.

Xenofobia e o preconceito

A xenofobia é comumente associada a aversão às diferentes raças e culturas, mas pode ser usada para caracterizar a fobia que há com relação às pessoas que pertencem a grupos diferentes, fazendo com que o indivíduo evite contato. Dentre as atitudes xenofóbicas, podemos citar o impedimento à imigração de estrangeiros ou pessoas de culturas diferentes, que são, por estes, consideradas como ameaça, fazendo com que objetivem até mesmo exterminação dos grupos.

A xenofobia é normalmente associada a preconceitos étnicos, criando estereótipos pejorativos de grupos minoritários, como falar que negros são menos inteligentes, ou ainda que muçulmanos são violentos.


Xenofobia é doença?

Xenofobia, como falamos anteriormente, é o medo excessivo e descontrolado do desconhecido, tratando-se, portanto, nesse sentido, de uma doença que se insere no grupo das perturbações fóbicas. As pessoas que apresentam esse terror irracional, excessivo e persistente acabam evitando contato com estranhos, e isso pode provocar angústia, ansiedade, aumento da frequência cardíaca e arterial, podendo, inclusive, em casos mais graves, causar ataques de pânico.

O tratamento é baseado, principalmente, em métodos de terapia comportamental. Trata-se de um método que visa a exposição ao objeto do qual se tem medo para que o sujeito descubra que não há, naquela situação, nada aterrorizador, nem perigoso.


Xenofobia no Brasil e no Mundo

Os Estados Unidos é considerado um dos países com maior índice de xenofobia, dificultando a entrada de imigrantes no país, principalmente no que se trata de mexicanos e latinos de uma forma geral.

Na Europa, os casos de Xenofobia têm tido um aumento considerável nos últimos anos. Acredita-se que, segundo pesquisadores, a crise econômica dos países europeus tenha refletido fortemente nesse sentimento de rejeição e aversão aos estrangeiros.

No Brasil a xenofobia está bastante presente, apesar de a nossa cultura ser mais favorável e curiosa àquilo que é diferente. O sentimento de superioridade aqui, entretanto, pode ser analisado também de regiões do país para outras, como do Sul para o Nordeste, por exemplo.

Leia também! Assuntos relevantes