Protocolo de Kyoto

Protocolo de Kyoto

Por

O Protocolo de Kyoto é considerado um marco entre as ações adotadas mundialmente para tentar reduzir as emissões de gases poluentes, causadores do efeito estufa. Esse protocolo foi criado sob o comando da Organização das Nações Unidas, como um complemento à Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima.

O principal objetivo do Protocolo de Kyoto é definir metas de redução de emissões para os países desenvolvidos. Na época da assinatura do tratado, estes países ricos eram os principais responsáveis pela poluição do ar e pela mudança climática.


Criação do Protocolo de Kyoto

A criação do Protocolo de Kyoto aconteceu no ano de 1997, mas a efetiva validade do tratado aconteceu apenas em 16 de fevereiro de 2005, quando entrou oficialmente em vigor. O primeiro período de compromisso do protocolo aconteceu entre 2008 e 2012.

Esse acordo foi firmado por 37 países industrializados e pela Comunidade Europeia. O compromisso era o de reduzir as emissões de gases de efeito estufa para uma média de 5% em comparação aos índices da década de 1990.

Já no segundo período de compromisso, as nações se comprometeram a reduzir as emissões em até 18% abaixo dos níveis de 1990. Esse segundo período tem validade até o ano de 2020.

Cada nação participante do Protocolo de Kyoto pode negociar sua meta de redução de emissões.


Acordos Internacionais

O Protocolo de Kyoto foi fundamental para a concretização dos acordos internacionais para reduzir os efeitos do aquecimento global. As metas de redução para emissão de gases do efeito estufa possibilitaram grandes avanços, principalmente nos cortes de emissões dos países industrializados.

O Protocolo de Kyoto recebeu este nome porque foi validado na cidade de Kyoto, no Japão. A reunião para a discussão do tratado reuniu oitenta e quatro países.

O grande desafio do protocolo é garantir uma diminuição da emissão de gases em 8% para os países da União Europeia, 7% para os Estados Unidos e 6% para o Japão.

Além de defender o corte de emissões, o tratado também incentiva a troca de combustíveis à base de petróleo por fontes renováveis e limpas de energia que causem menos impacto ao meio ambiente.


O Protocolo de Kyoto no Brasil

O Brasil ratificou o Protocolo de Kyoto em 23 de agosto de 2002.


Acordo de Paris

Durante a COP 21, um novo acordo global foi aprovado. O Acordo de Paris estipulou metas de redução de emissões de gases que provocam o efeito estufa para todos os países, tanto os desenvolvidos quanto os que ainda estão em desenvolvimento.

Leia também! Assuntos relevantes