Papa Bento XVI

Por

O cardeal Joseph Ratzinger, o Papa Bento XVI, nasceu em Marktl am Inn, na Alemanha, em 16 de Abril 1927. Seu pai, um policial, pertencia a uma antiga família de agricultores de modestas condições econômicas da Baixa Baviera. Sua mãe era filha de artesãos.

Ele passou sua infância e adolescência em Traunstein, uma pequena aldeia perto da fronteira com a Áustria. Neste ambiente, ele recebeu a sua formação cristã, humana e cultural.

Seus anos de juventude não foram fáceis. A fé e a educação da sua família o prepararam para enfrentar a dura experiência daqueles tempos, em que o regime nazista mantinha um clima de grande hostilidade contra a Igreja Católica.

De 1946 a 1951, ele estudou filosofia e teologia na Escola Superior de Filosofia e Teologia de Freising e na Universidade de Munique. Bento XVI recebeu a ordenação sacerdotal em 29 de junho de 1951.

De 1962 a 1965, prestou um notável trabalho ao Concílio Vaticano II. Em 1972, juntamente com Hans Urs von Balthasar, Henri de Lubac e outros teólogos importantes, ele iniciou a revista teológica "Communio".

Em 25 de março 1977, o Papa Paulo VI nomeou Bento XVI como Arcebispo de München e Freising. Em 28 de Maio do mesmo ano, ele recebeu a ordenação episcopal.

Em 1978, participou no Conclave que elegeu João Paulo I. No mês de outubro do mesmo ano, participou também no Conclave que elegeu João Paulo II.

Em 2005, foi eleito papa da Igreja Católica e bispo de Roma. Bento XVI foi o papa de número 265 e assumiu com a idade de 78 anos e três dias, como sucessor de João Paulo II.

Em 2013, o Papa Bento XVI renunciou a seu pontificado. O fato aconteceu em 28 de fevereiro, quando a Santa Sé anunciou que o papado do teólogo alemão chegava ao fim.

Em comunicado, Bento XVI afirmou que deixou a liderança da Igreja Católica Apostólica Romana devido à idade avançada.

Leia também! Assuntos relevantes