Jean-Jacques Rousseau

Jean-Jacques Rousseau

Por

Jean-Jacques Rousseau nasceu no dia 28 de junho de 1712, em Genebra, na Suíça. Ele foi um importante filósofo, teórico político e escritor, sendo considerado uma figura emblemática do Iluminismo francês.

As ideias de Rousseau influenciaram a Revolução Francesa, movimento que surgiu na França por volta de 1789. Jean-Jacques Rousseau foi um dos responsáveis pelos lemas revolucionários de liberdade, igualdade e fraternidade, utilizados na Revolução.

A obra do filósofo atrai devotos e admiradores até hoje. Rousseau falava sobre a sociedade, a desigualdade, a institucionalização da propriedade privada, a economia e os atos humanos.

Jean-Jacques Rousseau foi criado e educado por um pastor protestante. Ele trabalhou como gravador, professor de música, entre outras atividades.

Vivendo em Paris, Rousseau escreveu o "Discurso Sobre as Ciências e as Artes". Suas ideias e relatos lhe renderam reconhecimento e prêmios.

Em 1755, ele publicou o "Discurso Sobre a Origem da Desigualdade Entre os Homens". Em 1761, lançou "A Nova Heloísa", um romance de grande sucesso na Europa. Finalmente, em 1762, Rousseau publicou suas principais obras: o ensaio "Do Contrato Social" e o tratado pedagógico "Emílio, ou da Educação".

Em 1762, Rousseau passou a viver exilado em Neuchâtel, Suíça, por causa de suas obras polêmicas. Em seguida, ele viajou para a Inglaterra, onde viveu por algum tempo. O filósofo só retornou à França em 1767, onde se casou com Thérèse Levasseur.

Em 1776, o escritor lançou o livro "Os Devaneios de um Caminhante Solitário". Jean-Jacques Rousseau morreu no dia 2 de julho de 1778, em Ermenonville, na França.

Leia também! Assuntos relevantes