Ciência estuda os efeitos das drogas que potencializam a inteligência

Ciência estuda os efeitos das drogas que potencializam a inteligência

Por

Pesquisadores estão estudando os efeitos de alguns medicamentos que podem potencializar a inteligência humana. Essas drogas são chamadas de “nootropics”, ou "drogas da inteligência, intensificadores de memória, estimuladores neurológicos, potenciadores cognitivos e potenciadores de inteligência".

Os medicamentos têm substâncias que melhoram um ou mais aspectos da função mental, como a memória, a motivação e a atenção. Esse tipo de droga começou a ser estudado em 1972, pelo psicólogo romeno Corneliu Giurgea. Segundo o cientista, os medicamentos teriam a capacidade de aprimorar a aprendizagem, aumentar o acoplamento dos hemisférios do cérebro e melhorar o processamento executivo de informações, fator que envolve tarefas como planejamento, atenção e consciência espacial.

Essas drogas são entendidas como uma maneira de promover a rápida evolução do cérebro. Os potenciadores cognitivos têm como característica o fato de serem atóxicos e não apresentarem risco de efeitos colaterais graves.

Na prática, as drogas inteligentes são suplementos nutricionais concebidos para melhorar a capacidade cerebral em adultos saudáveis. Elas estão presentes em alimentos naturais, como ervas, ginseng, extrato de semente de uva, erva-mate, alcaçuz, entre outros.

As substâncias aumentam os níveis de neurotransmissores e outras substâncias químicas necessárias para o funcionamento adequado do cérebro. Testes mostraram que essas drogas podem melhorar a função cognitiva e aumentar a comunicação entre os dois hemisférios do cérebro.

Algumas substâncias já conhecidas da medicina estão sendo profundamente estudadas, como a colina, o piritinol, o vinpocetine e o adrafinil. Um dos medicamentos mais populares do momento é o extrato botânico patenteado como AlphaBrain, da empresa privada Onnit Labs. Vale deixar claro que esses medicamentos só devem ser usados com orientação médica.

Fonte: Talkmarkets.

Leia também! Assuntos relevantes