As Guerras Médicas

As Guerras Médicas

Por

As chamadas Guerras Médicas aconteceram durante os séculos VI e V a.C. Essas batalhas envolveram a civilização persa, que na época passava por um processo de ampliação territorial por meio de investidas militares contra os territórios vizinhos.

As Guerras Médicas foram ordenadas pelos reis Ciro, Cambises e Dario I. Eles buscavam anexar ao território persa diversas regiões da Ásia Menor.

Essa busca por novas terras acabou desencadeando os conflitos entre os persas e os povos da Grécia Asiática. Essas batalhas por terra ficaram conhecidas como Guerras Médicas.

Entre os anos de 500 e 494 a.C., cidades jônias entraram em conflito com os persas por causa da exploração territorial. Esses primeiros conflitos tiveram o apoio dos atenienses.

Nessa investida, os persas, a mando do rei Dario I, invadiram a Grécia Continental. A primeira tentativa dos persas não foi bem sucedida, mas no ano de 490 a.C., eles organizaram uma nova invasão, com a participação de 50 mil homens.

Nesse primeiro momento, os persas conseguiram dominar várias cidades da Grécia Continental. A invasão encontrou resistência nas cidades de Atenas e Esparta.

Essas primeiras invasões fizeram com que o governo ateniense investisse para aumentar seu poder naval.

Depois desse conflito, o rei persa Dario I morreu. Em seu lugar, assumiu seu filho Xerxes, que comandou uma nova invasão à Grécia em 480 a.C.

Veja também:
Saiba quais foram as maiores guerras da humanidade

Várias cidades gregas se uniram para enfrentar o Império Persa. Nesse conflito, os persas foram atraídos para o canal de Salamina. Lá, os gregos conseguiram derrotar o exército persa.

Depois de sucessivas vitórias, os gregos ganharam a autonomia política das cidades da Ásia Menor. Os gregos venceram os persas nas batalhas de Salamina, Platéia e Micala.

A derrota definitiva do povo persa aconteceu em 448 a.C, quando eles foram derrotados pelos atenienses, e foram obrigados a assinar o Tratado de Susa.

Leia também! Assuntos relevantes