Análise do filme - CLICK

Análise do filme - CLICK

Por

POR MARILZA NEVES DA COSTA

O homem é um ser que precisa está informatizado para viver bem em sociedade, uma vez que a informação é imprescindível para ele, mas, este precisa saber buscar as informações de forma que visem seus anseios libertando-se da alienação no mundo que o cerca. As informações infelizmente são analisadas de forma errônea devido alguns meios de comunicação.

Esses meios têm evoluído cada vez mais, todos os dias novas tecnologias surgem de modo que algumas pessoas não conseguem acompanhar este avanço, enquanto outras fazem uso abusivo não percebendo que o uso exagerado pode trazer tanto benefícios quanto malefícios.

Diante do exposto, observa-se que o indivíduo precisa saber até que ponto a mídia faz bem para sua vida.

Ele deve se educar e adequar ao mundo contemporâneo de modo que não seja dominado pelo avanço tecnológico, como ocorreu com o protagonista do filme “Click”, que não se deu conta que suas atitudes o levavam a condição de sujeito objeto, permitindo que um controle remoto universal controlasse sua vida familiar e profissional, uma vez que, ele não sabia lidar com fator tempo.

Com tanta tecnologia, a ética também torna-se cada vez mais extinta. Observando o ator principal do filme em questão, percebe-se que a falta de ética ocorre quando Michael usa da tecnologia para ouvir conversas de outras pessoas.

O protagonista ficava cada vez mais fascinado com o controle universal, sem medir as conseqüências que este traria a sua vida. Portanto, pode-se afirmar que o indivíduo contemporâneo procura nas novas tecnologias resolução para seus inúmeros problemas.


Texto enviado às 01:02 - 1 de maio de 2011
Autor: Marilza Neves da Costa

Licença: Creative Commons License

Leia também! Assuntos relevantes