Alguns elementos químicos comuns

Alguns elementos químicos comuns

Por

ALUMÍNIO
Metal leve extraído da bauxita. Usado para confecções de panelas e refletores, e em ligas fortes de aviões. Fácil de reciclar.
Descoberto em 1825.

ARGÔNIO
Gás incolor presente no ar.
Usado para preencher lâmpadas. Descoberto em 1825.

CÁLCIO
Metal extraído da cal. Usado em ligas. Compostos são usados em cimento.
Descoberto em 1808.

CARBONO
Não-metal que ocorre em muitas formas. Diamante é um cristal duro usado em joalheria e em brocas. Grafite é um sólido macio, negro, usado como lubrificante e em lápis. Carbono Negro é um pó fino usado em borracha. Coque é uma forma de carvão usada para fazer aço. Fibras de Carbono são usadas para produzir materiais resistentes. Conhecido desde tempos remotos.
(Buckminsterfullerene é uma forma de carbono descoberta recentemente, com moléculas de 60 átomos ligados em uma esfera.)

CHUMBO
Metal extraído da galena. Usado em embalagens, baterias de carros e ligas. Protege contra radiação. Conhecido desde tempos remotos.

CLORO
Gás verde-amarelado extraído do sal. Usado como desinfetante e branqueador.
Descoberto em 1774.

COBRE
Metal avermelhado encontrado naturalmente como elemento e extraído da calcopirita. Usado para fazer canos, moedas e fios elétricos, e nas ligas bronze e latão. Conhecido desde tempos remotos.

ENXOFRE
Não-metal amarelo, sólido, encontrado naturalmente como elemento. Usado na indústria química e para tratar borracha. Conhecido desde tempos remotos.

ESTANHO
Metal macio extraído da casssiterita. Usado em ligas. Conhecido desde tempos remotos.

FERRO
Metal extraído de hematita, siderita e outros minérios de ferro. Usado para fazer ferro fundido e aço. Conhecido desde tempos remotos.

FLÚOR
Gás amarelo-pálido extraído de compostos. O mais reativo de todos os elementos. Compostos são usados em pasta dental e água potável para evitar cáries.
Descoberto em 1886.

HÉLIO
Gás incolor, não-reativo, encontrado em depósitos de gás natural. Pequena quantidade presente no ar. Usado em balões e dirigíveis. Descoberto em 1868.

HIDROGÊNIO
Gás incolor obtido de água ou metano. Usado como combustível e na produção de materiais importantes como o amoníaco.
Descoberto em 1766.

IODO
Não-metal negro, sólido, extraído da pedra de sal do Chile. Usado em medicina.
Descoberto em 1811.

MAGNÉSIO
Metal branco-prata extraído da dolomita. Queima com luz intensa. Usado em ligas leves, sinais luminosos e fogos de artifício. Descoberto em 1808.

MERCÚRIO
Metal líquido extraído do cinábrio. Usado em termômetros, obturações e lâmpadas de vapor. Hoje seu uso principal é em processos industriais. Conhecido desde tempos remotos.

NIQUEL
Metal extraído da pentlandita. Usado em ligas resistentes a corrosão, para cutelaria e moedas. Uma cobertura de níquel é usada para proteger metais de corrosão.
Descoberto em 1751.

NITROGÊNIO
Gás incolor que compõe 78% do ar. Usado em lâmpadas e na manufatura de fertilizantes.
Descoberto em 1772.

OURO
Metal amarelo encontrado como elemento. Usado em joalheria. Conhecido desde tempos remotos.

OXIGÊNIO
Gás incolor presente no ar. Ozônio é uma forma alotrópica do oxigênio que forma uma camada na alta atmosfera. O Oxigênio é o elemento mais abundante na Terra; seus compostos formam água e rochas. Essencial para vida e largamente usado na indústria.
Descoberto em 1774.

PLUTÔNIO
Metal radioativo produzido em reatores nucleares a partir do urânio. Usado em reatores e armas atômicas.
Descoberto em 1940.

POTÁSSIO
Metal macio, altamente reativo, extraído de compostos. Composto usado como fertilizante.
Descoberto em 1807.

PRATA
Metal encontrado como elemento e extraído de minérios de prata. Usado em joalheria e faqueiros. Conhecido desde tempos remotos.

SILÍCIO
Semimetal extraído da sílica. Usado em transistores e micro chips. Descoberto em 1823.

SÓDIO
Metal macio, reativo, extraído do sal. Compostos usados na indústria química.
Descoberto em 1807.

TITÂNIO
Metal duro extraído do rutílio e da ilmenita. Usado em ligas leves, resistentes à corrosão e em tintas brancas.
Descoberto em 1791.

URÂNIO
Metal radioativo, extraído da pechblenda e da carnotita. Usado em reatores nucleares.
Descoberto em 1789.

ZINCO
Metal extraído da esfarelita. Usado em baterias e ligas como latão e outras. O ferro é galvanizado com zinco para evitar a ferrugem. Descoberto em 1746.

Leia também! Assuntos relevantes