Numeral

Para que possamos descrever a ordem, posição ou quantificação nós usamos o chamado numeral.

Por exemplo, ao numerarmos o número de indivíduos em determinada questão, nós damos o nome de numeral cardinal.

Veja bem os exemplos que separamos para você:
Cinquênta, Cem, Cento e Cinquênta...
Cinco, Seis, Sete....

Já quando queremos descrever a posição do indivíduo em algo nós damos o nome de numeral ordinal.

É ele quem classifica o indivído em algo.

Por exemplo:
Quinto, Sexto, décimo, centésimo...

Uma outra forma de encontrarmos os numerais, são os chamados numerais multiplicativos, onde tais números são múltiplos de outros.

Como você pode ver no exemplo a seguir:
Dobro, Triplo, Quádruplo, Quintúplo...

Já os numerais fracionários nos remete a uma diminuição do quantitativo ou proporcional, ou como o nome indica, fracionada.

Confira no exemplo que separamos para que você possa entender melhor:
Metade, Um Terço, Um Quinto...

Uma outra classificação são os númerais coletivos que no dão o exato número de seres que compõem um determinado conjunto.

Veja bem:
Dúzia, Dezena, Quinzena, Milhar...

Numeral - Flexão

A flexão dos numerais cardinais, por exemplo, variam em gênero e podemos dar como exemplo um, uma, ou ainda duzentos e duzentas.

Gênero nos remete ao masculino e feminino.

Uma outra flexão está na quantidade, por exemplo milhão, milhões, trilhão ou trilhões.

Quando falamos dos numarais ordinais, estes, variam em gênero e número, como veramos no exemplo abaixo:

primeiro - segundo - milésimo / primeiros - segundos - milésimos
primeira - segunda - milésima / primeiras - segundas - milésimas

Quando o assunto são os numerais multiplicativos temos que saber que eles não variam.

Um bom exemplo é:

Fizemos o triplo de esforço para chegar a um resultado melhor.

Quando sua função é a "adjetiva" a sua flexão se divide em gênero e número.

Quanto a flexão do numeral fracional ele se divide em gênero e número...

Um quinto, dois quintos;
Um quinta parte, duas quintas partes.

Já aos numerais coletivos, nós podemos dividi-los, no que tange a flexão, em número.

uma dúzia / um milheiro
duas dúzias / dois milheiros


Como fica o Emprego dos Numerais

Quando queremos empregar os numerais na descrição de figuras de liderança regilosa, como o papa, ou ainda um rei ou imperador, nós utilizaremos os números ordinais até o décimo.

Após o décimo o numeral deixa de ser ordinal e passa a ser cardinal como podemos ver no exemplo abaixo:

Ordinais


  • João Pedro II (segundo)
  • D.João II (segundo)
  • Século VII (sétimo)
  • Canto X (décimo)

Cardinais


  • Luís XV (quinze)
  • Luís XVI (dezesseis)
  • Século XXI (vinte e um)
  • João XXII (vinte e dois)

O mesmo se aplica quando falamos de lei, com uma diferença de que nas leis ele segue como ordinal até o nono, após isso segue como cardinal.

  • Artigo 2.º (segundo)
  • Artigo 5.° (quinto)
  • Artigo 13 (treze)
  • Artigo 19 (dezenove)

Quando falamos de mês, usaremos o ordinal somente no primeiro dia, a partir do segundo vamos usar o cardinal.

Saímos no dia primeiro de outubro
Saìmos no dia dois de outubro

Mais um bom exemplo que trazemos é o de ambos/ambas. Estes significam que são pares, tem há, de fato, uma relação entre um e outro.

Como podemos perceber eles possuem gênero e número e são semelhantes aos adjetivos e substantivos.

Como podemos ver isso não é tão complicado como se parece e temos certeza que após essa leitura você irá "tirar de letra" essa parte da gramática.



Numeral

Por

Compartilhe