Hino Nacional Brasileiro

O Hino Nacional Brasileiro foi criado por Francisco Manuel da Silva, que elaborou a música; e por Joaquim Osório Duque Estrada, responsável pela letra do hino. Antes de se tornar oficial, com o nome que conhecemos hoje, o hino chegou a ter outros dois nomes, que são:

  • Hino 7 de abril, para homenagear Dom Pedro I, que abdicou ao trono;
  • Marcha Triunfal.

O contexto da história do Hino Nacional Brasileiro foi bastante curioso. Deodoro da Fonseca, após a Proclamação da República, criou um concurso com o objetivo de que fosse feito um novo hino.

No concurso estiveram mais de 30 candidatos, entre eles Francisco Braga, Alberto Nepomuceno e Leopoldo Miguez – ganhador do concurso. Porém, o novo hino nacional não foi bem aceito pela população, que reivindicou a manutenção do antigo, já conhecido e querido por todos.

Desde 1831, o Hino Nacional Brasileiro já estava fazendo sucesso entre as pessoas. Para atender ao povo, Deodoro também disse que preferia o hino que já existia. Assim, o hino composto para o concurso se tornou o Hino de Proclamação da República, de autoria de Leopoldo Miguez.

Para isso, o presidente baixou um decreto, de número 171/1890, que em seu Art. 1º conta que “é conservada como Hino Nacional a composição musical do maestro Francisco Manuel da Silva”.

Veja também: Fatos Históricos no Brasil


Qual a importância do Hino Nacional Brasileiro?

O Hino Nacional Brasileiro, assim como os hinos de outras nações, traz em sua letra bastante da história do Brasil, suas lutas e glórias, a característica de seu povo, exaltando alguns acontecimentos que merecem ser sempre lembrados quando é preciso falar sobre a identidade do país.

Por isso, a função do Hino Nacional Brasileiro é criar um símbolo e uma identidade para o povo brasileiro. Assim, todas as pessoas que cantam o hino são responsáveis pela representação do nosso país – como acontece antes de uma competição esportiva, por exemplo. No fundo, cantar o hino é um ato de patriotismo.


O patriotismo é estudado nas nossas escolas?

Praticamente todas as escolas brasileiras ensinam seus alunos a cantar o Hino Nacional Brasileiro, explicando a importância do hino, muito usado em eventos esportivos, solenidades e, recentemente, em manifestações políticas.

O patriotismo e o hino são revisitados pelos professores de algumas matérias, em especial história, principalmente na Semana da Pátria. O poeta Olavo Bilac foi um dos grandes patriotas brasileiros, incentivador do patriotismo e do civismo nas escolas, tendo criado a Liga de Defesa Nacional, entidade que lutaria pelo Brasil e pelos brasileiros e que conseguiu implantar nas instituições de ensino a prática de entender e valorizar os símbolos da nossa nação, como o Hino Nacional Brasileiro e a bandeira.

Alguns especialistas em educação ainda apontam algumas falhas no aprendizado sobre patriotismo. Embora muitos alunos saibam o Hino Nacional Brasileiro, reconheçam a bandeira e estejam preparados para festas patrióticas como o 7 de setembro, os educadores acreditam que falta um conteúdo mais sólido sobre como se tornar um bom cidadão.

Para os críticos, é importante que os alunos saibam cantar o hino, mas é preciso ir além e dar um sentido mais amplo para a mensagem transmitida dentro da escola, refletindo cidadania, patriotismo e brasilidade.