Guerra Russo-Japonesa

A Guerra Russo-Japonesa foi motivada pelo controle sobre a Manchúria, na China, e retratou bem o acontecimento do momento: a decadência do czarismo na Rússia e o fortalecimento do Japão no âmbito mundial.

A Guerra Russo-Japonesa deixou claro o projeto do império do Japão, no começo do século XX, assim como a modernização pela qual o país estava passando, além da fragilidade do exército russo. Mas a principal causa do conflito foi a disputa do território que ficava entre os dois países e pertencia à China.

Transformação do Japão

Até metade do século XIX, o Japão era um país isolado, que ainda tinha resquícios do feudalismo. Esse quadro só começou a ser alterado após a Restauração Meiji, que obteve como resultado um grande avanço para o Japão, com a modernização da economia e o desenvolvimento das indústrias. Além disso, foi nesse período que houve uma grande modernização no exército japonês, onde modelos estrangeiros estavam sendo empregados e armamentos de mais modernos e sofisticados estavam, sendo introduzidos às forças armadas japonesas.

Ilustração da Guerra Russo-Japonesa

Uma das melhores ações da Restauração Meiji foi o crescimento do orgulho da população pelo Japão, que fez com que crescessem as ambições imperialistas. O Japão não via como positiva o crescimento da cultura estrangeira na China e começou a defender o seu território sobre o território chinês, a fim de que pudesse se defender das potências ocidentais.

O principal interesse japonês era sobre a Península da Coreia e a Manchúria, o que fez com que o Japão entrasse em guerra com a China, no episódio conhecido como Primeira Guerra Sino-japonesa, quando o Japão conseguiu ter o controle de Taiwan, parte da Manchúria e da Península da Coreia.
A estadia do Japão no território chinês fez com que países ocidentais, como a Rússia, a França e a Alemanha, pressionassem o país japonês para que ele recuasse sobre as ações que estavam pretendendo ter com o território chinês, pois também era de interesse russo explorar justamente os lugares onde o Japão havia ocupado.

Entretanto, a Grã-Bretanha não enxergava com bons olhos o domínio da Rússia na China e se aliou ao Japão, em 1902.


Quando a guerra se iniciou?

O clima cada vez mais tenso entre Japão e Rússia fez com que o país do sol nascente atacasse a Rússia no dia 8 de fevereiro de 1904, quando a Marinha Imperial Japonesa fez um ataque surpresa contra a frota russa do Extremo Oriente, que ficava próxima à Port Arthur.

Ilustração navios russos e japoneses em guerra, Russia batendo no Japão

Foto antiga batalha entre navios russos e japoneses

Mas a declaração de guerra do Japão à Rússia só foi feita no dia 10 de fevereiro de 1945, onde todos esperavam que a Rússia fosse ganhar a guerra. Porém, com o exército todo moderno, o Japão surpreendeu o mundo e conquistou importantes vitórias por terra e mar contra o mais que ultrapassado exército russo.

Pintura mostrando a batalha japonesa-russa

Foto antiga, tropa Russa

Pintura/Ilustração batalha Russo-Japão

A vitória japonesa ficou mais perto após da vitória na Batalha de Tsushima, onde a Marinha Japonesa destruiu a frota russa. Com a vitória, o Japão garantiu direitos incontáveis sobre a Coreia e a Manchúria. A Rússia tirou suas tropas dessas regiões e teve de lidar com diversas revoltas ocorridas no país. Após a vitória, o Japão se consolidou no mundo como uma potência militar.

Leia também! Assuntos relevantes