Ciclo do Carbono

O carbono é um elemento químico muito comum, presente na vida de todas as pessoas e indispensável para uma série de atividades e para a própria sobrevivência, já que todos os seres vivos apresentam carbono e pelo fato de a substância ser encontrada no processo da fotossíntese. O carbono também tem outros aspectos importantes para a vida na Terra, como demonstrado a seguir: o ciclo do carbono evita que a temperatura da Terra fique desequilibrada, mantendo o planeta aquecido.


O que é o ciclo do carbono?

O ciclo do carbono está diretamente ligado à fotossíntese. Ou seja, à utilização de gás carbônico pelas plantas, na qual cerca de 50% do carbono consumido pela vegetação são dispensados para a atmosfera e o restante é usado na produção de glicose. Esse processo faz as plantas crescerem e se desenvolverem.

Resumidamente, o ciclo de carbono começa com a absorção do gás carbônico para a fotossíntese. Neste processo, as árvores absorvem o carbono e liberam o oxigênio.

O carbono acaba devolvido à atmosfera de forma contínua, por meio da respiração dos seres vivos. Segundo cientistas, a renovação completa do carbono na atmosfera ocorre em até 20 anos.

O ciclo do carbono é classificado como biogeoquímico e vai da fase inorgânica à fase orgânica e de volta ao início do processo. O ciclo persiste em uma segunda etapa, na ingestão das plantas pelos animais, que acabam consumindo carbono e liberando a substância basicamente de duas maneiras, por decomposição ou via respiratória.

No caso da decomposição, o ciclo do carbono segue outro caminho, através dos fungos e bactérias. Estes ingerem o carbono e fazem a liberação da substância tanto para a atmosfera como para o solo, que também pode acabar gerando carbono em decorrência das queimadas.

O ciclo do carbono especialmente no solo pode refletir em transformações bastante específicas, como é o caso das substâncias e componentes a seguir:

  • Gás natural;
  • Petróleo;
  • Carvão;
  • Diamante;
  • Grafite.

Vários elementos interferem diretamente neste processo de transformação do carbono, entre eles a presença de determinados elementos químicos no solo, a variação da temperatura de cada localidade e a pressão exercida nas moléculas de carbono.

Funcionamento do Ciclo do Carbono

Outras extensões do ciclo de carbono

A difusão é a ocorrência do ciclo de carbono nos oceanos, em temperaturas bem mais amenas, quando o oceano retém partículas de carbono. Em contrapartida, por causa do calor, o carbono é dispensado para a atmosfera. Peixes podem ser alimentar de alimentos com carbono no oceano e a substância também pode se decompor no fundo do mar.


Alterações no ciclo de carbono

Alguns fatores contemporâneos estão influenciando diretamente o ciclo de carbono, sendo os principais o excesso de uso de combustíveis fósseis, o número excessivo de queimadas e o aumento da emissão de dióxido de carbono.

O desmatamento também gera uma alteração nos níveis de carbono. A principal consequência é o desequilíbrio do ciclo, com altas taxas de emissão de carbono e menor índice de captura natural da substância pelas árvores. A consequência mais conhecida desta distorção é o aquecimento global.


Assuntos Parecidos:

Leia também! Assuntos relevantes