Adjunto Adnominal

Os adjuntos adnominais e adverbiais são classificados, no português, como termos acessórios da oração. Isso significa que eles funcionam como um tipo de complemento, ou seja, um elemento que pode ser dispensado, não sendo fundamental para a compreensão da oração.

Na prática, o Adjunto Adnominal funciona como um adjetivo, complementando o sentido de um substantivo (nome). Existem alguns elementos que podem se comportar como adjunto adnominal. Confira!


Adjuntos Adnominais

Adjetivos: os adjetivos, ou qualidades de um substantivo, podem funcionar como adjuntos adnominais. Veja um exemplo de oração: O dia nublado está entediante!

Locuções Adjetivas: as locuções adjetivas também entram no grupo. Veja um exemplo de oração: O passeio no parque nos deixou cansadas.

Pronome adjetivo: o pronome adjetivo também pode ser um adjunto adnominal. Veja um exemplo de oração: Este teu olhar felino incendeia (Clarice Lispector).

Artigos: artigos também podem funcionar como adjuntos adnominais. Veja um exemplo de oração: Os alunos surpreenderam os professores.

Numerais: os números também podem ser empregados como adjuntos adnominais. Veja um exemplo de oração: O terceiro candidato à vaga é muito dedicado.


Diferenças entre adjunto adverbial e o adjunto adnominal

As principais diferenças entre o adjunto adverbial e o adjunto adnominal são:

  • 1 – O adjunto adverbial modifica verbos, adjetivos e advérbios.
  • 2 – O adjunto adnominal modifica os substantivos e engloba palavras e locuções com valor de adjetivo.

Em resumo, o adjunto adnominal sempre será acompanhado por um nome, adicionando um comentário ou informação. E o adjunto adverbial sempre representará a circunstância. Para sanar dúvidas, converse com o seu professor de português!



Adjunto Adnominal

Por

Compartilhe