Tratado de Neuilly

Foi no ano de 1917 que os primeiros tratados de paz passaram a ganhar reconhecimento, onde se instauraram em todo o globo, sendo eles uma parte dos acordos para dar fim à Primeira Guerra Mundial.

Mas afinal, o que é um tratado de paz? Um tratado de paz nada mais é do que um acordo concretizado em duas partes. No geral, os tratados envolvem interesses internacionais entre nações ou governos que deram início a um conflito armado um contra o outro. Para solucionar estes conflitos, foram criados os tratados.

Os tratados é um dos recursos mais eficazes para acabar com conflitos que envolvem dois ou mais países, além de localidades ou grupos que partilham do mesmo interesse. É importante ressaltar que estes acordos de paz também é uma das formas mais antigas para conduzir alguma negociação e arcar com temáticas complexas, sem que haja alguma espécie de hostilidade por qualquer um dos lados envolvidos.
Em outras palavras, os tratados têm como único objetivo a instauração da paz, e são realizados há mais de quatro mil anos, quando os primeiros mensageiros foram enviados para a Mesopotâmia para missões objetivas de paz.

Ao longo da História, tivemos alguns tratados de paz. Alguns dos mais conhecidos são: Tratado de Kadesh, Tratado de Madrid, Trado de Versalhes, Tratado de Sèvres, Tratado de Lausanne e Tratado de Neuilly.


Leia também:
Os Tratados de Paz da Primeira Guerra Mundial


O tratado de Neuilly

O Tratado de Neuilly-sur-Seine, também conhecido como Tratado de Neuilly, foi um acordo de paz assinado na comuna francesa de mesmo nome, em 27 de novembro de 1919 – um ano após o fim da Primeira Guerra Mundial. O tratado foi assinado entre os países vencedores da Primeira Guerra e a Bulgária, que havia sido derrotada.

De acordo com os termos deste tratado, a Bulgária deveria abrir mão de pequenas áreas territoriais ao Reino dos Sérvios, Croatas e Eslovenos, cuja independência adotou e conferiu à Grécia a Trácia Ocidental, com a qual inutilizou a saída para o mar Egeu. Fora estes fatos estabelecidos, a Dobrudja foi dada para a Romênia.

A contraponto, o exército da Bulgária foi reduzido para o número de apenas 20 mil homens, impedindo a nação de ter um exército, bem como uma força aérea.

A estrutura destes acordos voltada à regularização de quase toda a sociedade das nações vencidas, de maneira como tinham de abrir mão do seu exército e a utilização de recursos como os telégrafos. Basicamente, todos estes fatos levaram ao período entre guerras bem tensas, favorecendo para o nascimento do corporativismo nacionalista ou do fascismo, em suas distintas expressões em todo o globo. Além do mais, tudo isso veio a desencadear o que viria a ser conhecido posteriormente como a Segunda Guerra Mundial, conflito global que teve duração de 1939 a 1945.

É válido ressaltar que, além disso, todas estas obrigações acarretaram na crise financeira de uma série de países, onde a maioria das dívidas geradas pela guerra nunca foi liquidada, trazendo um maior empobrecimento e desgosto geral entre a população europeia, vítimas do desastre.


Crédito da imagem:
Artehistoria.com/v2/jpg/CDD13251.jpg

Leia também! Assuntos relevantes