Tratado de Brest-Litovsk

O Tratado de Brest-Litovski foi elaborado para firmar a paz entre Áustria-Hungria, Alemanha e Rússia, que estavam em guerra. Na verdade, a Rússia já estava dominada pelos bolcheviques e estava guerreando com os países dos impérios centrais. O tratado foi firmado na Bielorrússia, em 3 de março de 1918.

O Tratado de Brest-Litovski foi necessário após a primeira guerra mundial, que começou em 1914. Na guerra, dois núcleos do império europeu entraram em confronto. De um lado estava a Áustria-Hungria e a Alemanha, do outro a Rússia e a Sérvia. Era um combate eslavo e germânico.

E, para fortalecer a estratégia de combate, a Alemanha patrocinou os bolcheviques para desgastar o Império czarista de Nicolau II, sendo que os comunistas bolcheviques tiveram êxito em 1917.

Os bolcheviques já não queriam a Rússia na guerra, pois acreditavam em uma causa maior, queriam uma revolução completa e de caráter global, e não um combate imperialista para benefícios apenas para algumas nações.

A intenção dos comunistas era dominar algumas nações para expandir suas ideias e revolução, mas, para isso, depois da Primeira Guerra Mundial, era preciso fazer um acordo de paz para a Rússia se restabelecer, fortalecer o exército e a economia. Um político foi muito importante na história do Tratado de Brest-Litovski: Leon Trotsky.

Trotsky era próximo de Lênin, liderava o Exército Vermelho e chefiava as Relações Exteriores da Rússia, negociou com firmeza com as potências centrais para tentar a paz de forma amistosa, mas não teve sucesso.

Então, os bolcheviques focaram os ataques apenas na Áustria-Hungria e Alemanha, até que todos os termos de paz foram discutidos para fazer o Tratado de Brest-Litovski, na cidade Brest-Litovsky.

O Tratado de Brest-Litovsky iniciou em 1917 e o objetivo de Trotsky era que a Alemanha ficasse manchada no cenário internacional, pois alguns soldados ainda estavam ocupando solo russo.

Trotsky teve um desempenho formidável no Tratado Brest-Litovsky, com discursos muito longos, acusando os alemães de anexarem território russo, reclamando da hipocrisia imperialista, dizendo que os adversários eram estimulados pela cobiça, entre outros apontamentos. Trotsky usou da retórica para provocar os adversários.

O exército alemão não abandonou os postos do território russo, as investidas de Trotsky só serviram para irritar os inimigos, ganhar tempo e causar constrangimento diplomático. O efeito foi contrário, pois o Tratado Brest-Litovsky permitiu que o Império Alemão anexasse parte do território da Rússia. Outra medida era que a Ucrânia passaria a exportar trigo como indenização.

Porém, o Tratado de Brest-Litovsky mudou os rumos da guerra, já que Estados Unidos, França e Inglaterra definitivamente esmagaram a Alemanha. Os bolcheviques aproveitaram a crise para lançarem sua revolução comunista.

Tratado de Brest-Litovsk



Por

Compartilhe