Revolução Copernicana

A Revolução Copernicana foi um processo de análise da Terra, que resultou na mudança do sistema geocêntrico pelo heliocêntrico, ou seja, acabou com a teoria de que a Terra seria o centro do Sistema Solar e validou a teoria de que o Sol seria o centro do universo, uma alegação do astrônomo Nicolau Copérnico.

Segundo a teoria do heliocentrismo, o Sol está parado no universo e a Terra faz o movimento completo de rotação em torno de seu próprio eixo no período de 24 horas e o movimento de translação em torno do Sol no período 365 dias (um ano).

Antes mesmo de Nicolau Copérnico defender essa teoria, diversos outros cientistas também citaram a movimentação da Terra, entre eles Pitágoras, Platão e outros. Cientistas mais contemporâneos também estudaram essa teoria, como Galileu e Newton. Contudo, o processo recebeu o nome de Revolução Copernicana em razão da grande importância deste astrônomo.

A Revolução Copernicana foi uma evolução do conhecimento humano sobre a Terra e o universo. A substituição do sistema geocêntrico pelo sistema heliocêntrico resultou de vários movimentos relevantes dentro da astronomia.

Essa mudança e desenvolvimento científico se deu entre os anos de 1543 e 1687. Alguns nomes foram muito importantes nesse processo histórico, entre eles Johannes Kepler e Isaac Newton.

Kepler foi um grande cientista a respaldar o processo da Revolução Copernicana. Ele ficou conhecido por formular as três leis dos movimentos dos planetas em torno do Sol, com o desenvolvimento de órbitas elípticas. Essas leis foram chamadas de lei das órbitas, lei das áreas e lei dos períodos, formando, assim, o conjunto das Leis de Kepler.

Já o papel de Isaac Newton na Revolução Copernicana foi com a formulação das leis da mecânica e da Lei da Gravitação Universal, um grande marco para a total integração dos estudos de Galileu Galilei com a astronomia de Kepler. Newton tratou de conceitos importantes, como espaço absoluto, tempo absoluto, massa, força e ação.

A aquisição destes conhecimentos e teorias revolucionou o mundo e deu origem à chamada Revolução Científica, que foi um momento de grande avanço da ciência. É possível dizer que a Revolução Copernicana abriu os caminhos para um novo desenvolvimento científico internacional.

Para muitos pesquisadores, o nome correto para a Revolução Copernicana seria Revolução Copernicana-Galileana-Kepleriana-Newtoniana, ou apenas Revolução Científica. Porém, de alguma forma Copérnico assumiu a posição central desse processo histórico na concepção da teoria heliocêntrica.

Na prática, a Revolução Científica durou cerca de 150 anos, começando com a publicação de De Revolutionibus, de Copérnico (1543) e terminando com a publicação de Principia de Newton (1687).

Leia também! Assuntos relevantes