Renascimento

Renascimento

Por

O renascimento é uma página muito importante da história mundial que aconteceu durante os séculos XV e XVI. Este movimento cultural foi a passagem das tradições medievais e seus valores para um mundo completamente novo, que aconteceu juntamente com a afetação burguesa da época. Este movimento iniciou-se na Itália, país que, para muitos é considerado o berço das artes. A partir deste ponto, o movimento se espalhou primeiramente pelos países vizinhos e depois para o restante do mundo.

Neste período aconteceram grandes e profundas transformações, o Renascimento nasceu em meio de uma grande explosão criativa nunca vista antes, inspirada nos valores grego-romanos do passado e relidos pelos artistas que viveram a linha divisória dos velhos tempos e do novo movimento cultural, que representa uma quebra com os antigos caminhos da arte e com o fanatismo religioso, ou seja, o principio de tudo se deslocava de Deus para o homem, de onde provém o nome de uma vertente do movimento, o humanismo.

O nome Renascimento é atribuído a um artista italiano que teria utilizado a expressão para exemplificar o esplendor cultural e artístico iniciado em sua terra natal, o nome do artista é Giorgio Vasari. Contudo, alguns estudiosos atribuem a expressão ao historiador Jules Michelet, francês que utilizou o termo para se referir a esse momento da história. O Renascimento também trouxe um crescimento para a economia, através de patrocinadores das artes e de seus criadores.

Na parte humanista do renascimento, onde o homem é o ponto chave, o responsável por esse desenvolvimento foi Petrarca que observou neste período o final da idade as trevas. O movimento humanista dava ênfase a Antiguidade Clássica, mas não se limitava apenas a reprodução das obras, mas também a adição de características, por isso os seguidores deste movimento negavam os princípios dos valores medievais.

O Renascimento, além do Antropocentrismo, também traz as raízes hedonistas, ou seja, a busca pelo presente e pelo prazer, algo que caracteriza o homem individualista, sua exaltação e sua liberdade, otimismo e racionalidade.

Leia também! Assuntos relevantes