Psicologia de Educação

Psicologia de Educação

Por

TEMA: DESENVOLVIMENTO E COMPORTAMENTO HUMANO
A infância é uma etapa biologicamente útil, que se caracteriza como sendo o período de adaptação progressiva ao meio físico e social. A adaptação que podemos dizar, que é o equilíbrio, dura toda a infância e adolescência e define a estruturação própria destes períodos existenciais.

A criança extrai suas vivências principalmente do contato com outras pessoas, adultos ou crianças. Se os que rodeiam a tratam com carinho e se mostram atenciosos, a criança experimentam um bem estar emocional, um sentimento de segurança e de estar protegida. É necessário o professor ter muita habilidade para manter um diálogo com a criança.

A escola tem dimensão socializante, isto é, de preparação do jovem cidadão para o convívio em grupo e em sociedade, possui também uma função epistêmica, ou seja, deve estar a serviço da apropriação, por parte do aluno, dos conhecimentos acumulados pela humanidade, ao mesmo tempo em que deve propiciar a este aluno a construção de novos conhecimentos e finalmente, deve desempenhar a função profissionalizante, por meio da qual promove a qualificação para o trabalho.

A escola tem um papel fundamental na vida do ser humano, desde da infância trabalha-se em forma de brincadeiras, jogos para estimular o desenvolvimento psíquico, físico e cognitivo. E promover a criatividade, socialização, impõe regras a serem cumpridas. É por isso que tanto as brincadeiras como os jogos merecem nossa atenção como educadores que tem sua contribuição para melhorar o desempenho da criança. Elas podem demonstrar, representar o seu cotiadiano por meio das brincadeiras promovidas.

Desde o jardim de infância, aescola torna-se o centro da vida extra-familiar, ocupando a maior parte do período na escola. Os professores que passa na vida dessas crianças, os métodos de ensino contribuirá para deu caráter, como também na capacidade geral de encarar a vida, dominar problemas e desafios novos, levando a criança a ter auto-confiança e auto-estima.

Para que a criança tenha um desenvolvimento saudavel e adequado dentro do ambiente escolar, e consequentemente na vida social, é necessário que haja um estabelecimento de relações inter-pessoais positivas, como aceitação e apoio, possibilitando assim o sucesso dos objetivos educativos.

Como educadores, precisamos estar atentos ao fato de que, é necessário darmos atenção ao fator afetivo, deixar de ser afetivo corremos o risco de estarmos trabalhando com a construção real, do conhecimento, deixando d e lado o trabalho da constituição do próprio sujeito, que envolve valores e o próprio caráter necessário para seu desenvolvimento moral .

Cabe aos professores ser um mediador, com postura reflexiva, capacidade de observar, inovar e aprender com outros e com sua experiência, É impportante estabelecer diálogo entre a criança e o professor, por meio do diálogo se constrói conhecimentos a partir de situações reais e significativas para a criança, resultando em aprendizagem. A escola deve estimular à criança, todos os recursos cognitivos para solucionar com eficácia os desafios do cotidiano, mediante o desenvolvimento de competências fundamentais que possibilitam a saber identificar, avaliar, analizar, socializar com os demais, cooperar, liderar, superar conflitos, conviver com regras e etc.

Compete à escola garantir o sucesso escolar do aluno, para isso, o professor deve estar atento ao desenvolvimento cognitivo e afetivo do aluno.

Portanto, a escola é uma instituição que contribui o ser humano em sua formação ética, moral, social e cognitivo. Como diz aquele ditado popular: “ a escola é o segundo lar”. Pode-se dizer que a escola é um agente socializador fora do ambiente familiar da criança, torna-se a base da aprendizagem, oferece todas as condições necessárias para que a criança se sinta segura e protegida.

Assim, para que a criança tenha um desenvolvimento saúdavel e adequado dentro do ambiente escolar e conseqüentemente no social é necessário que haja um estabelecimento de relações interpessoais positivas, como aceitação e apoio, possibitando assim o sucesso dos objetivos educativos e contribuindo para a sociedade em geral.


Texto enviado às 10:39 - 15 de dezembro de 2010
Autor: Josilene Queiroz Santos

Licença: Creative Commons License

Leia também! Assuntos relevantes