O Período Entre-Guerras na Itália e na Alemanha


 Compartilhar no facebook
 Compartilhar no twitter


O Período Entre-Guerras na Itália e na Alemanha

Por Ricardo Knijnik

Tanto na Itália, quanto na Alemanha, tudo começa em 1919 com o fim da I GM e o Tratado de Versalhes. Ambos os países estão em crise.

ITÁLIA
» 1919: há uma grave crise política e econômica. Existem os chamados Camisas Negras (Squadres) => é uma organização paramilitar (organização que se assemelha às organizações do exército) que questiona a crise econômica e política. Quem governava nessa época era um rei fraco (Vitor Emanuel), havia um líder Benito Mussolini e a fundação de um partido, Partido Fascista, que participa da democracia, mas não acredita nela; acreditava num Estado forte e totalitário, governado por um líder autoritário.

» 1922: 50 mil Camisas Negras vão realizar uma marcha sobre Roma e, quando desfilarem, vão apresentar armas na frente do palácio do rei Vitor Emanuel => isso foi uma demonstração de força e, ao mesmo tempo, de lealdade. O rei fica com medo e chama Mussolini para ser o 1.º Ministro.

» 1924: começam as leis fascistas => o Congresso é fechado, os partidos políticos são extintos (sobra apenas o Partido Fascista), não existe mais liberdade democrática.

» 1926: a Itália já é fascista.

» 1929: Benito Mussolini se aproxima do Papa para que este abençoasse o seu governo e, em troca, Benito Mussolini dá ao papa o estado do Vaticano => é o chamado Tratado de Latrão. Aí, o papa aparece em público, abraça Benito Mussolini e diz que os italianos devem seguir Mussolini.

» 1936: Mussolini encontra-se com Hitler e, ambos com idéias fascistas, vão fazer um pacto, é o Pacto Anti-Komintern (Komintern é o órgão criado por Stálin para propagar o socialismo em todos os cantos do mundo), portanto, é um pacto anti-socialista. Aí, aparece um terceiro "louco" que quer participar do pacto => é o imperador japonês. Então após ter sido formado o Eixo Roma-Berlim (Itália + Alemanha), vai ser formado o Eixo Roma-Berlim-Tóquio (Itália + Alemanha + Japão), portanto, forma-se aí um dos lados da II GM.

Depois que isso acontece, ainda em 1936, Benito Mussolini resolve ajudar o General Franco (Espanha) que também é fascista. Está ocorrendo a Guerra Civil Espanhola e Hitler também vai ajudar Franco a acabar com a Guerra Civil Espanhola. Graças à ajuda de Hitler e Mussolini, Franco ganha a Guerra Civil e a Espanha se torna fascista. Com isso, a França vai ficar entre 2 Estados fascistas => a Espanha e a Alemanha.

Em 1936, Benito Mussolini resolvi invadir a Etiópia, tentando, desta forma, testar a paciência de França e Inglaterra na Liga das Nações (criada no fim da I GM e tinha o objetivo de manter a paz). Aí, Mussolini vê que esses dois países são covardes (é o chamado Pacifismo Covarde) => França e Inglaterra vão esperar até quando a situação se torna insustentável e 40 milhões de pessoas vão morrer por causa desse pacifismo covarde.


ALEMANHA
Agora chega a vez da verdadeira "protagonista" da II GM, a Alemanha.

» 1919: depois que acaba o II Reich (Império Alemão), é fundada a República de Weimar, mas o alemão não estava acostumado a votar, pois sempre obedecia grandes líderes. Então, quando houve a primeira chance dele votar, ele não vai saber escolher e vai haver uma quantidade enorme de partidos de pequena expressão. A Alemanha estava em grave crise econômica e política por causa do Tratado de Versalhes. Existem tentativas seguidas de golpes. A república foi fundada e os socialistas tentam um golpe, o Golpe da Liga Espartaquista (Espártacos - escravo do império romano que juntou vários escravos e fugiu, quase derrubando o império romano, ele pregava a igualdade entre as pessoas; daí os socialistas usarem Espártacos para dar o nome à Liga) e esse golpe era liderado por uma mulher (Rosa Luxemburg). Quando acontece a tentativa de golpe, surgem os Cascos de Aço (homens paramilitares de extrema direita) e surgem também os Free Corps (Corpos Livres - também são de extrema direita) e estes dois grupos vão dar o contra-golpe, aí Rosa vai ser presa e morta no caminho até a prisão.

» 1921: as coisas vão de mal a pior => são criadas as Tropas de Assalto (SA) que são lideradas por 2 homens e Hitler vai entrar nessas SA como espião, mas acaba como líder de uma delas. E os 3 resolvem dar um golpe - o Golpe da Cervejaria. Era uma época de extrema crise. A Cervejaria era um restaurante, onde estava toda a cúpula da República de Weimar e disseram aos governantes que, ou eles renunciavam, ou morriam. O problema é que eles conseguiram avisar o exército alemão que cerca as SA e Hitler foi preso, assim como os outros 2.

Enquanto que a Rosa Luxemburg (socialista) foi morta, Hitler (capitalista) vai ser julgado. Mas, no julgamento ele pede para que tirem suas algemas e a partir daí, com seu poder verbal muito grande, acaba respondendo todas as acusações e acaba invertendo a situação => de réu, passa a ser acusador => ele fala que não traiu o país, porque o seu país é a Alemanha e não a República de Weimar; ele diz que a sua pátria não é uma pátria fracassada como a de Weimar, dizendo que os culpados são os líderes da República de Weimar e o povo começa a gostar dele. Hitler vai ser condenado a apenas alguns meses, mas ele diz que não aceita ser preso dizendo que não fez crime algum e a sua cela vai ficar aberta. Quando servem um prato de comida a ele, ele joga esse prato no chão e diz que aquilo não é comida que se dê a um alemão. Então, vão vir mulheres que vão servir Hitler (vegetariano, não fumava, nem bebia). Os guardas da prisão vão dizer que aquilo parecia mais ser um bordel. Além das mulheres e da comida, Hitler vai pedir que lhe tragam uma escrivaninha, uma lamparina, papel e uma máquina de escrever => tudo isso para que ele escrevesse o livro Mein Kampf (Minha Luta). Nesse livro, ele vai estabelecer as principais idéias do Nazismo, vai ser a bíblia do nazismo.

» 1929: O partido do Hitler (Partido Nacional Socialista dos Trabalhadores Alemães) era pequeno e ridicularizado até 1929 por causa das idéias malucas (judeus, estrangeiro, guerra, etc.). O problema é que em 1929 ocorre o crack da bolsa de valores de NY e a Alemanha faliu. Aí, a burguesia vai recuperar Hitler e vai dar a este muito dinheiro para erguer o partido e pôr em prática suas idéias, levantando a economia alemã. O partido fica rico e vai crescendo e as SA crescem ainda mais. Em 1924, Hitler tinha criado as SS (tropas de proteção) e estas SS convivem com as SA => 2 forças paramilitares enormes que, juntas, tinham 3 milhões de pessoas (são maiores que o exército).

» 1933: em 1933, o partido do Hitler vence a eleição. Mas, antes das eleições, ele pôs fogo no Reichstag (Parlamento alemão) e diz que foram os comunistas, aí povo deposita seu voto no partido nazista. O general que governava a República de Weimar era Hindenburg que chama a pessoa que teve o maior número de votos (Hitler) para ser chanceler. Nem Mussolini, nem Hitler deram golpes para chegar ao poder.

» 1934: Nas SA haviam vários líderes que poderiam tirar Hitler do poder, então ele chama as SS para matar todas os líderes das SA e esse grande homicídio deveria ser feito ao mesmo tempo em várias partes da Alemanha. Essa noite em que os líderes das SA são mortos ficou conhecida como a Noite dos Longos Punhais. Aí, Hitler matou 3 mil pessoas das SA e o único líder que vai sobrar é Hitler e esse faz a fusão: SA + SS = SS. As SS vão ser uma polícia de elite que vão fazer a repressão. Depois da noite dos Longos Punhais, "misteriosamente", o presidente Hindenburg morre. Quando ia acontecer uma nova eleição, Hitler chega e diz que é o novo presidente e, a partir desse momento era para o povo chamá-lo de Führer e ele extingui a República de Weimar, criando o III Reich que duraria mil anos.

Ainda em 34, Hitler dá um decreto dizendo que todos os funcionários públicos que são judeus, sejam demitidos e todos os judeus deveriam costurar em suas roupas a estrela de Davi. Não seria mais permitido que, se algum alemão tivesse parentes com doença hereditária, tivesse filhos. Não era mais permitido o casamento misto => alemães e judeus são separados => os judeus e filhos do casal vão para guetos. Foram as denominadas Leis Racistas de Nuremberg.

» 1936: ocorre o encontro de Hitler e Mussolini, faz-se o Eixo Roma-Berlim. De 1933 até 1936 foram criadas muitas armas, navios e aviões. Mas, a Liga das Nações não impediu a construção desse armamento todo. Hitler vai querer testar todo o equipamento militar que tinha e vai testar na Guerra Civil Espanhola e o principal episódio aconteceu na cidade de Guernica => o massacre da população pela aeronáutica foi tão violento que, futuramente, Picasso vai pintar um quadro sobre essa destruição.

» 1938: em 1938, Hitler diz que vai invadir a Áustria (porque esta tem alemães). Hitler vai "consultar" o povo para ver se eles queriam a união de Áustria + Alemanha, formando a Anschluss e o povo aceitou ("com uma arma na cabeça").

Depois de invadir a Áustria, vendo que a Inglaterra e a França não fizeram nada, Hitler resolve invadir a Tchecoslováquia (cheia de judeus), justificando porque há uma região chamada Sudetos que tem 33% de alemães. O presidente da França e o 1.º ministro da Inglaterra são chamadas para a Conferência de Munique com Hitler. Aí, eles não aprovam a decisão de Hitler e este chama um árbitro (Benito Mussolini) que diz que Hitler está certo, aí o inglês e o francês dizem que Hitler poderia invadir apenas a Tchecoslováquia e esta contava com a Liga das Nações que não permitiria a invasão, mas o que aconteceu foi o contrário. Ocorre a invasão e os judeus são postos nos guetos e perdem as fábricas, mas eles só passam a ser mortos a partir de 1942, quando Hitler vê que perdeu a guerra.

» 1939: Hitler resolve invadir a Polônia, mas esta faz fronteira com a URSS e Hitler tem medo de Stálin (é louco e poderia pegar o exército vermelho e ir contra a Alemanha), então, antes de invadir a Polônia, ele faz o Pacto Ribbentrop-Molotov. O objetivo de Hitler era expandir para a França e para a Inglaterra, mas antes, tinha que invadir a Polônia e é por isso que ele faz o Pacto Ribbentrop-Molotov, porque se não fizesse isso, estaria ameaçando o território da URSS e Stálin, assustado, poderia declarar guerra à Hitler e isso seria péssimo, pois haveria 2 frentes de batalha => uma a leste (URSS) e a outra a oeste (França e Inglaterra). Esse Pacto seria um pacto de não-agressão germano-soviético que foi assinado em 1939 e deveria durar 5 anos, isto é, duraria até 1944. Com o pacto, a partir de 1939, a Alemanha avançaria sobre a Polônia e para a França, enquanto a URSS avançaria sobre as Repúblicas Bálticas (Letônia, Estônia, etc.) e sobre a península nórdica (Escandinávia) => cada um cresceria para um canto da Europa e depois de 5 anos, presume-se que ambos estariam prontos para se enfrentar. Foi um pacto de não-agressão com tempo para acabar.

Mesmo Hitler tendo feito um pacto Eixo Roma-Berlim-Tóquio que era anti-komintern (anti-socialista) e, mesmo assim, ele vai fazer um acordo com o único país socialista da época (a URSS).

Se não houvesse esse Pacto Ribbentrop-Molotov, a II GM não teria acontecido => Hitler não abriria 2 grandes frentes de batalha ao mesmo tempo, pois a Alemanha ficaria "prensada".

Feito o acordo, Hitler invade a Polônia e aí, França e Inglaterra percebem que a sede de poder de Hitler é sem fim, então eles acabam declarando guerra e começa a Segunda Guerra Mundial.





Saiba mais

Buscas relacionadas a O Período Entre-Guerras na Itália e na Alemanha em História.


[ Pesquisa escolar lida 32068 Vezes - Categoria: História ]


Leia também! Assuntos relevantes.

Guerra dos Tapuias
A Guerra dos Tapuias aconteceu nos sertões da Capitania do Rio Grande do Norte. O conflito foi uma tentativa de expulsar os índios da região para o de...
Lido: 2806 Vezes

A Guerra da Coreia
A Guerra da Coreia aconteceu entre os anos de 1950 e 1953. Trata-se de um conflito armado entre Coreia do Sul e Coreia do Norte. Este foi o maior c...
Lido: 5536 Vezes

A Guerra de Independência
Raramente ouvimos falar das lutas por nossa independência. Parece que tudo ocorreu de forma pacífica, e o pior, sem a participação do povo. É verdade ...
Lido: 27784 Vezes

Guerra Guaranítica
A guerra guaranítica aconteceu em 1754, quando os indígenas da região de Sete Povos das Missões, no Rio Grande do Sul, se recusaram a deixar o territó...
Lido: 5537 Vezes

A Guerra Civil Espanhola (1936-1939)
O conflito tem origem na crise econômica espanhola, que, entre 1929 e 1936, impulsiona grande número de greves, manifestações e levantes de direita e ...
Lido: 57666 Vezes

Segunda Guerra Mundial
A 2ª Guerra Mundial (1939-1945) resulta do choque entre os interesses das nações que dividiam o mercado internacional desde o fim da 1ª Guerra Mundial...
Lido: 37859 Vezes

Guerras Góticas
As guerras góticas aconteceram em diversos períodos da história. O evento mais conhecido se deu entre os anos de 535 a 554. Esses conflitos se dividir...
Lido: 668 Vezes

Guerra do Contestado (1912 - 1916)
Movimento Messiânico (1912-1916). Em 1912, numa região contestada por Santa Catarina e Paraná, houve um conflito bastante semelhante ao de Canudos,...
Lido: 12592 Vezes

Guerra de Tróia
A Guerra de Tróia foi um conflito entre gregos e troianos que aconteceu entre 1300 a.C. e 1200 a.C., na chamada Idade do Bronze. Essa guerra aconteceu...
Lido: 3224 Vezes

Guerra da Independência Grega
Guerra da Independência Grega, rebelião dos habitantes da Grécia ocorrida de 1821 a 1829, para conseguir a independência do Império Otomano. Os tu...
Lido: 5847 Vezes

Sugestão de Busca Escolar

Sites

Encceja
Enem
SISU
Prouni
Paixão e Amor
Curiosidades
Relacionamento

Fale Conosco
Feed / RSS

Comunidade no Google +
Comunidade no Twitter


Novidades no seu e-mail

Estudantes Online
Sobre o Grupo Escolar

GrupoEscolar.com - Todos direitos reservados

Todo o conteúdo do site é retirado da internet e/ou enviado pelos estudantes.

Caso algum conteúdo infrinja direitos autorais entre em contato que adicionaremos crédito ou retiraremos o mesmo.

As opiniões expressas nos textos são de responsabilidade dos seus autores.

Somos apenas um veículo de comunicação e não compactuamos com nenhuma opinião sobre nenhum tema.