Novos programas anti-tabagismo

Novos programas anti-tabagismo

Por

Pare de fumar fumando. Antes existia esse famoso programa para parar de fumar, que colocava um filtro na ponta do cigarro para ir diminuindo a concentração de nicotina e alcatrão inalada pelos fumantes. O “Pare de fumar fumando” ficou muito conhecido por que era divulgado em um programa de televisão muito assistido na época. Mas será que é possível deixar o cigarro, mesmo dando uns traguinhos de vez em quando?

Parar é parar e ponto. É não dar nenhum trago nunca mais. O que muitos fumantes precisam é de uma ajuda médica e terapêutica para saber lidar com as fortes crises de abstinência sofridas pelo corpo em razão do vício pela nicotina, e também ajuda comportamental para mudar os hábitos de vida e eliminar a famosa “hora do meu cigarrinho”.

Entre os programas mais conhecidos ainda estão os filtros de alcatrão e nicotina que deixam o cigarro cada vez mais fraco. Muita gente utiliza esses filtros, mas isso não quer dizer que essas pessoas deixam de fumar.

Outro programa é o adesivo de nicotina. Visto que a abstinência de nicotina é muito forte, e isso praticamente leva a pessoa que está tentando deixar o vício a uma recaída, os adesivos injetam pela derme quantidade de nicotina que diminuiria a abstinência. Muitas pessoas conseguem se livrar do vício com esses adesivos. Além dos adesivos, existem chicletes de nicotina. Deu vontade de fumar? Masca um chicletinho de nicotina para passar a vontade.

Alguns medicamentos também são recomendados por psiquiatras para diminuir as abstinências da substância. Ziban, Zetron e Cloridrato de Bupropiona são antidepressivos que ajudam no tratamento para parar de fumar. Muitos ex-fumantes recorreram aos medicamentos para largar o cigarro.

É importante ressaltar que nenhum desses tratamentos funciona se o fumante não quiser realmente parar de fumar. Eles ajudam para que o sofrimento seja menor, mas eles não fazem o fumante largar o cigarro.

Mudar os hábitos de vida auxilia: alimentação saudável e a prática de esporte também tiram um pouco a vontade de fumar. E para aqueles que conseguem simplesmente dizer e cumprir o “nunca mais vou fumar e ponto”, parabéns!

Juliana Miranda - Equipe do GrupoEscolar.com

Leia também! Assuntos relevantes