Maria Helena Vieira da Silva (1908-1992)

Maria Helena Vieira da Silva (1908-1992)

Por

Maria Helena Vieira da Silva é considerada uma das maiores pinturas européias do século XX. Filha de Marcos Vieira da Silva, Embaixador, que faleceu quando a pintora tinha apenas três anos de idade, sua educação ficou a cargo da mãe e do avô materno que era diretor de um jornal chamado O Século.

O interesse pela pintura e pela música começou cedo na vida de Maria Helena e prova disso foi o início aos estudos artísticos a parte de 1919 com Emília Santos Braga e Armando Lucena. E para melhorar ainda mais sua arte, no ano de 1924 inicia os estudos de anatomia na Escola Artística de Lisboa.

No ano de 1928 decidi viver em Paris juntamente com sua mãe e passa a freqüentar o ateliê de escultura de Bourdelle na Academia La Grande Chaumière, o qual acaba abandonando após conhecer as aulas de Despiau. Nesta época começa a estudar pintura com nomes como: Waroquier, Friez e Dufresne e acaba participando de exposições em Paris. No ano de 1930 conhece Arpad Szenes, um pintor húngaro com quem acaba casando.

No ano de 1935, Antonio Pedro organizou a primeira exposição com os trabalhos da pintora em Portugal, foi por um breve período devido ao fato de ser ativa nos movimentos artísticos que aconteciam em Paris naquela época, onde sua presença era solicitada. Contudo, por causa da guerra acaba retornando para Portugal em 1939 acompanhada pelo marido.

Mas o governo de Salazar não restitui sua cidadania portuguesa e acaba não deixando a pintora participar de alguns eventos do país, além desse problema, ainda existia a possibilidade de invasão do exército alemão em Portugal. A pintora e seu marido decidem tentar a vida no Brasil, onde já ouviam falar da simpatia do país e ao chegar em terras brasileiras, ganharam passaportes diplomáticos e ainda foram convidados para se naturalizarem no país.

Moraram no Rio de Janeiro até 1947 e durante todo esse tempo, o casal de pintores, ensinaram e participaram de grandes exposições. Neste época, Maria Helena acaba regressando para França onde começa a ser reconhecida como artista a partir da compra de sua obra “La Partie D’échecs”, um de seus trabalhos mais famosos. No ano de 1956, Maria Helena se naturaliza francesa.

Maria começa a trabalha ativamente com tapeçarias, vitrais, gravuras, ilustrações para livros e até mesmo cenários para teatro. No ano de 1962 ganha um prêmio na Bienal do Estado de São Paulo e no ano seguinte é a vez de Paris condecorá-la com outro prêmio.

E no dia 06 de Março de 1992, Maria Helena falece.

Leia também! Assuntos relevantes