Joseph John Thomson (1856-1940)


 Compartilhar no facebook
 Compartilhar no twitter


Joseph John Thomson (1856-1940)

Joseph John Thomson estudou Física na Universidade de Cambridge. Ali se tornaria professor, aos 27 anos, além de dirigir o famoso Laboratório Cavendish de pesquisas.

Thomson pesquisou a natureza dos raios catódicos, ainda desconhecida. Inicialmente, acreditou tratarem-se de ondas eletromagnéticas. Já se sabia, porém que esses raios podiam ser desviados por um campo magnético, o que indicava serem partículas com carga elétrica. Faltava demonstrar, no entanto, se eles também seriam desviados por campos elétricos, o que Thomson conseguiu provar em 1897. Isso confirmou que os raios catódicos eram de fato constituídos por partículas menores que um átomo e com carga elétrica negativa. Mais tarde, essas partículas receberam o nome de elétrons (dado por Lorentz).

Thomson foi o primeiro a defender a idéia de que o elétron era um constituinte da matéria, e formulou uma teoria sobre a estrutura de um átomo. Para ele, o átomo era uma esfera maciça com carga positiva. Os elétrons estariam presos à superfície da esfera e contrabalançariam a carga positiva. Esse modelo ficou conhecido como "pudim de ameixas", e seria mais tarde substituído pelo modelo de Rutherford, discípulo de Thomson.

Em 1906, Thomson recebeu o Prêmio Nobel de Física. Nesse ano também realizou experimentos com átomos de neônio, que forneceram o primeiro indício de que um elemento podia apresentar isótopos, o que seria depois confirmado por um dos seus alunos.

Fonte:
http://mesonpi.cat.cbpf.br/verao98/marisa/THOMSON.html





Saiba mais

Buscas relacionadas a Joseph John Thomson (1856-1940) em Biografias.


[ Pesquisa escolar lida 13723 Vezes - Categoria: Biografias ]


Leia também! Assuntos relevantes.

Conceitos de Átomo
-A tais partículas minúsculas dá-se o nome de átomos. -Átomo, em grego, significa não divisível. Os átomos são partículas muito pequenas. Se...
Lido: 19962 Vezes

Lord Kelvin (William Thomson - 1824 - 1907)
No século XIX, a ciência foi definitivamente consagrada como fator de aprimoramento da vida humana. Gradativamente, o trabalho científico assumiu seu ...
Lido: 13535 Vezes

Isótopos
Os isótopos são dois átomos do mesmo elemento químico, mas com números de massa diferentes e números atômicos iguais. Um exemplo de isótopo é o Carbo...
Lido: 5078 Vezes

O Criador dos Prêmios Nobel
A pólvora, uma mistura formada por salitre, carvão e enxofre, foi o único explosivo utilizado com eficiência, desde o século IX, quando os chineses a ...
Lido: 4368 Vezes

Modelo Atômico de Thomson
O Modelo Atômico de Thomson propõe uma teoria sobre a estrutura atômica em que os elétrons encontram-se distribuídos uniformemente nos átomos. Para Th...
Lido: 9394 Vezes

O Átomo de Bohr
Dando prosseguimento aos trabalhos de Planck e Einstein, Nieis Bohr criou um modelo atômico no qual os elétrons ligados ao núcleo só poderiam se apres...
Lido: 8362 Vezes

Isótopos Radioativos
Os isótopos radioativos, ou seja, aqueles que emitem algum tipo de radiação são também ferramentas essenciais na agricultura moderna. No Cena, estudo ...
Lido: 48906 Vezes

Usando o Átomo para Produzir Energia (Fissão Nuclear)
A energia nuclear provém da fissão nuclear do urânio, do plutônio ou do tório ou da fusão nuclear do hidrogênio. Atualmente utiliza-se quase soment...
Lido: 7510 Vezes

Ernest Rutherford (1871 - 1937)
Físico inglês. Ernest Rutherford nasceu na Nova Zelândia e, tal como seus onze irmãos, trabalhou cultivando as terras do pai. Por ser um aluno bem-suc...
Lido: 16060 Vezes

Sugestão de Busca Escolar

Sites

Encceja
Enem
SISU
Prouni
Paixão e Amor
Curiosidades
Relacionamento

Fale Conosco
Feed / RSS

Comunidade no Google +
Comunidade no Twitter


Novidades no seu e-mail

Estudantes Online
Sobre o Grupo Escolar

GrupoEscolar.com - Todos direitos reservados

Todo o conteúdo do site é retirado da internet e/ou enviado pelos estudantes.

Caso algum conteúdo infrinja direitos autorais entre em contato que adicionaremos crédito ou retiraremos o mesmo.

As opiniões expressas nos textos são de responsabilidade dos seus autores.

Somos apenas um veículo de comunicação e não compactuamos com nenhuma opinião sobre nenhum tema.