Guerras Napoleônicas

Guerras Napoleônicas

Por

As Guerras Napoleônicas retratam os conflitos armados comandados por Napoleão Bonaparte. As guerras aconteceram entre 1803 e 1815.

Napoleão adorava um combate e não fugia à luta. Sua audácia e coragem fizeram o exército francês vencer grandes batalhas contra as nações da Europa.

Napoleão foi coroado imperador da França, em 1804, e assumiu o título de Napoleão I. Seu governo foi autoritário, imperial e expansionista.

Napoleão promoveu diversas guerras e conflitos. Entre os combates, destacam-se as guerras contra Espanha, Portugal e Grã-Bretanha. Napoleão só foi derrotado na Batalha de Waterloo, em 1815.

Todas as Guerras Napoleônicas foram grandes batalhas. Vamos conhecer mais detalhamente cada um dos conflitos comandados pelo imperador francês Napoleão Bonaparte.


Primeira Coalizão
O primeiro conflito armado comandado por Napoleão foi contra os impérios da Áustria, Inglaterra, Prússia, Espanha e Países Baixos. A guerra aconteceu com o objetivo de tentar ajudar o Rei Luís XVI a retomar o trono francês. Bonaparte conseguiu derrotar os austríacos, que foram obrigados a assinar o “Tratado de Campoformio”.


Segunda Coalizão
Nesse conflito, as Monarquias da Europa se uniram novamente para tentar destruir a França. Nessa guerra, o exército francês saiu novamente vencedor.

Campanha do Egito
A campanha do Egito foi comandada por Napoleão. A expedição tinha o objetivo de destruir as forças inglesas no oriente. 36 mil soldados franceses participaram do conflito. Napoleão venceu os turcos. Depois desse combate, em 1804, Napoleão se tornou imperador.


Terceira Coalizão
Esse conflito também foi contra a Inglaterra, que havia quebrado o tratado de Paz de Amiens. Napoleão lutou contra a Inglaterra e seus aliados, Áustria, Prússia e Rússia. Em 1805, Napoleão ordenou a invasão da Inglaterra, mas a ação foi frustrada. Mais uma vez Napoleão venceu e conseguiu impor o Bloqueio Continental.


Quarta Coalizão
Inglaterra e Rússia não aceitaram perder as batalhas anteriores e ordenaram outro ataque contra a França. Os russos foram facilmente derrotados e a Inglaterra teve que encarar sozinha o exército francês.

Guerra da Península Ibérica
Com o Bloqueio Continental em vigor, a França tentou se aliar a Portugal e Espanha, mas não conseguiu, pois portugueses e espanhóis tinham laços comerciais com a Inglaterra. Assim, Napoleão se voltou contra esses países.

Napoleão tomou o controle da Espanha, dando início a uma série de revoltas contra a ocupação francesa na Região Ibérica. A luta da França foi contra espanhóis, portugueses e ingleses.


Quinta Coalizão
Esse conflito também foi iniciado pelos Ingleses, aliados aos reis da Rússia e da Áustria.

Campanha da Rússia
Napoleão invadiu a Rússia em 1912 levando 500 mil soldados. A Invasão não foi bem sucedida, pois os franceses fizeram uma longa viagem sem suprimentos suficientes. O exército de Napoleão foi vencido pelo cansaço e pela fome.

Franceses e russos lutaram na “Batalha de Borodino”, a mais sangrenta das guerras Napoleônicas. Os franceses novamente venceram a luta, mas apenas 25 mil soldados da França sobreviveram e voltaram para o país.

A Batalha de Leipzig
A Inglaterra tentou mais uma vez derrotar a França. Em 1813 aconteceu a “Batalha Leipzig”. Nesse combate o exército francês foi derrotado e Napoleão foi obrigado a assinar o Tratado de Fotaineableau.

Batalha de Warteloo
No dia 18 de Junho de 1815, o exército francês foi atacado próximo à Vila de Warterloo. Lutando com 75 mil homens, Napoleão foi vencido pelos inimigos. Assim, o Império Francês foi definitivamente derrotado, e Napoleão acabou exilado na Ilha de Santa Helena, na África. Napoleão Bonaparte morreu nesta ilha, em 1821.

Leia também! Assuntos relevantes