Glicídios

Por

Por Juliana Miranda
Resumo sobre Glicídios
Os Glicídios são moléculas orgânicas formadas por átomos de carbono, hidrogênio e oxigênio. Eles também são chamados carboidratos e desempenham uma função energética.

Os Glicídios podem ser monossacarídeos, dissacarídeos ou polissacarídeos, dependendo de sua complexidade estrutural. A forma de glicídio mais conhecida é a glicose, fonte de energia do corpo humano.

Outros exemplos de glicídios são a ribose e a desoxirribose, pentoses que participam da formação dos ácidos nucleicos. Além disso, temos os dissacarídeos formados por dois monossacarídeos com uma ligação glicosídica. Neste sentido temos: a sacarose (glicose + frutose), a lactose (glicose + galactose), e a maltose (glicose + glicose).

Podemos notar que os glicídios são nada mais, nada menos que os açúcares, carboidratos ou hidratos de carbono que atuam como principais fontes de energia dos seres vivos. Os glicídios são encontrados em vários tipos de alimentos, como o mel, a cana, o leite, as frutas, entre outros...

Vejamos os diferentes tipos de Glicídios:

Monossacarídeos – São glicídios simples, que podem ser formados de 3 a 7 carbonos. A fórmula geral é Cn(H2O)n. De acordo com o número de átomos de carbono na molécula, os monossacarídeos podem ser:

Trioses – 3 carbonos

Tetroses – 4 carbonos

Pentose - 5 carbonos

Hexoses – 6 carbonos

Heptoses – 7 carbonos

Dissacarídeos – Apresentam dois monossacarídeos.

Polissacarídeos – Formados pela ligação entre centenas de monossacarídeos.

Amido – Formado pela união de milhares de moléculas de glicose.


Os glicídios são moléculas orgânicas que estão envolvidas no processo de geração de energia no corpo humano. Essas moléculas estão nos carboidratos e são constituídas por átomos de hidrogênio e oxigênio.

As moléculas de glicídios são classificadas em três tipos básicos: os monossacarídeos, os dissacarídeos e os polissacarídeos. Cada molécula tem uma estrutura específica. Na prática, o glicídio mais importante é a glicose, essencial fonte de energia.

Outros glicídios bastante conhecidos são a sacarose, a lactose e a maltose. O açúcar do tipo sacarose é encontrado em alimentos como a beterraba e a cana-de-açúcar. Esse açúcar faz parte da alimentação humana e, por isso, é relevante na produção da energia necessária para as atividades cotidianas e as funções vitais do organismo.

O armazenamento de energia por meio de glicídios acontece tanto nos organismos vegetais quanto nos animais. O termo glicídio vem do grego glicos, que significa "doce". Sendo assim, podemos concluir que essas moléculas orgânicas são açúcares, samarídeos ou carboidratos.

Os compostos dos glicídios são complexos. Nos vegetais, essas moléculas são produzidas pelo processo de fotossíntese.

Conheça os principais glicídios da biologia:

1 – Glicose – Molécula de fórmula C6H12O6. Trata-se de um glicídio formado por cristais que são solúveis em água. A glicose tem sabor doce e pode ser encontrada nas frutas, no mel e em outras fontes.

2 – Sacarose – É um glicídio do tipo dissacarídeo. A fórmula da sacarose é C12H22O11. A molécula pode ser encontrada no açúcar, na cana, na beterraba, entre outras fontes.

3 – Frutose – O glicídio tem fórmula molecular C6H12O6. Pode ser encontrado nas frutas, no mel e nos doces.

4 – Celulose – Esse glicídeo é um polissacarídeo. Está presente em vários vegetais e na estrutura da madeira.

5 – Amido – É um polissacarídeo que tem fórmula C6H10O5. Está presente em diversos vegetais, como no feijão, no trigo, no arroz, no milho e em outras sementes e alimentos.

Leia também! Assuntos relevantes