Evolução da Cartografia

Evolução da Cartografia

Por

A evolução da cartografia começou na Grécia Antiga. Os gregos foram responsáveis por construir um grande patrimônio cartográfico graças a criação de conceitos como esfericidade da Terra, noções de pólos, equador e trópicos, e o conhecimento adquirido sobre sistemas de projeção, longitude e latitude e o traçado dos primeiros paralelos e meridianos.

A palavra Cartografia vem do grego “graphein”, que significa escrita, e do latim “charta”, que significa papel. O termo cartografia foi usado pela primeira vez pelo historiador português Visconde de Santarém.

Os primeiros mapas formais foram traçados no século VI a.C., durante expedições militares e de navegação. Com o passar dos anos, a cartografia se formalizou e evoluiu como ciência, dando origem à arte de representar a superfície da Terra por meio de desenhos. A criação de mapas já era comum em povos primitivos.

Hoje, a cartografia é entendida como a ciência que trata da concepção, estudo, produção e utilização de mapas, plantas, cartas, seções, modelos tridimensionais e globos.

Até a segunda metade do século XX, o mapa mais antigo descoberto pelo homem estava numa tábua de barro encontrada em 1930 na cidade de Ga-Sur, na antiga Mesopotâmia. Esse mapa pode ter sido esculpido entre 3800 a.C. e 2500 a.C.

Essa representação cartográfica mostra os rios Tigre e Eufrates, que desembocam no Golfo Pérsico, e os Montes Zagros.

Em 1963, no entanto, foi descoberto um mapa da cidade de Catal Hyük, antiga Anatólia, região onde hoje está a Turquia. Esse mapa estava na parede de uma caverna e datava de 6.200 a.C.

Com o passar do tempo, a cartografia evoluiu e hoje essa ciência faz uso de modernas tecnologias, como a fotometria e o sensoriamento remoto por satélite. Essas técnicas são possíveis graças a ajuda de computadores.

Leia também! Assuntos relevantes