Conteúdo Implícito e Explícito

Conteúdo Implícito e Explícito

O princípio básico em que toda a comunicação se baseia é o de que nada se diz se não há razão para dizê-lo.
Do relativo do relativo grau de certeza com que tais deduções são feitas , é possível distinguir três graus de conteúdo implícito: Ilação, Pressuposição e Expectativa.

Ilação: é aquilo que se pode concluir logicamente de um a declaração.

Ex 1: Paulo saiu há dois minutos.

Implica que: Paulo não está no momento.



Pressuposição: É aquilo que é obrigatório para que um enunciado seja verdadeiro. Dessa forma, no exemplo 1 , pressupõe-se que João estava aqui há dois minutos.

Uma particularidade da pressuposição é que ela é mais difícil de ser negada do que uma afirmação direta.
Agora veremos um exemplo de uma

afirmação direta

PERSONAGEM 1: “Você ás vezes batia na sua mulher”’

PERSONAGEM 2: “ É claro que não , isso é uma mentira”


Nesse mesmo caso se uma pressuposição fosse utilizada, a resposta do personagem 2 tornar-se-ia mais complexa. Observe o exemplo abaixo:

PERSONAGEM 1: “Quando é que você deixou de bater na sua mulher?”

PERSONAGEM 2: “Escute, essa é uma pergunta absurda: nunca bati na minha mulher e é isso de fato, que você está insinuando.”

Podemos perceber como a situação torná-se embaraçosa e constrangedora.




Expectativa: se apoia no princípio da “boa razão”. Sempre que alguma coisa é dita, presume-se que deva haver uma boa razão para dizê-la.


As regras normais de Expectativa só se aplicam plenamente às funções informacionais e diretivas da linguagem. Porém, essas regras não se aplicam á função interacional . Por exemplo; quando dizemos: “ Que linda manhã” ou “ Há quanto tempo não nos vemos” , não partimos do princípio de que o interlocutor precise ser informado desses fatos.

Exemplo: Por que cada vez mais homens estão preferindo Levi’s?

O que pressupõe que cada vez mais homens estão preferindo Levi’s.

A razão do emprego dessas chamadas está na diferença entre asserção e pressuposição: é muito mais fácil negar ou questionar uma afirmação do quem uma pressuposição ( como ocorreu no exemplo acima ).
O jogo da Expectativa , na linguagem publicitária , talvez seja menos evidente do que com a pressuposição, mas pelo menos é tão comum e comprovado pelos publicitários profissionais que criticam os critérios de seu ofício.

Leia também! Assuntos relevantes