O Xamanismo é uma religião bastante antiga e primitiva, praticada principalmente por grupos indígenas. Apesar de ser um termo genérico, o xamanismo dá nome a diversas práticas religiosas, místicas, mágicas e filosóficas. A prática envolve sessões de cura, transe, contato com espíritos e transmutação.

O mestre do xamanismo é o xamã, o líder espiritual. Essa religião prevê o contato com o sagrado, conhecido como o Grande Espírito. É uma prática que envolve todas as criaturas do planeta, sejam seres humanos, animais, plantas, árvores e, até mesmo, pedras e manifestações como o vento.

A natureza serve como uma base para o xamanismo. De acordo com a religião, as forças da natureza têm poder curador, além de desenvolverem as habilidades psíquicas dos seres. Em muitos casos, a prática busca uma conexão profunda com o sagrado e com os mistérios da vida.


Ciclos da natureza

O xamanismo tem suas práticas religiosas concentradas nos ritmos cíclicos da natureza, entre eles o nascimento, a morte e o renascimento. A religião também compreende o contato individual com a natureza e o poder superior, por meio do sol, das estrelas e da lua.

O xamanismo é considerado a prática espiritual mais antiga da humanidade. Os seguidores desta religião prezam pelo respeito à natureza e pela prática do amor. A religião também valoriza a consciência, o conhecimento, o equilíbrio, a paz e o bem-estar físico e espiritual.

O xamanismo reúne feiticeiros, magos, curandeiros e pajés. Eles são os guias espirituais de toda a comunidade e orientam os rituais de transe e cura.

De certa forma, existe uma ligação entre a fé do xamanismo e a ciência presente na natureza. Isso porque o curandeiro utiliza o poder de cura das plantas.

No Brasil, a figura equivalente ao xamã corresponde ao pajé das tribos indígenas. No mundo, as práticas xamânicas aconteceram entre povos nativos da Sibéria, da Austrália e da Amazônia.

Um ritual bastante conhecido do xamanismo diz respeito ao estado alterado de consciência, pelo qual o xamã se desprende de seu corpo e mantém contato com seus ancestrais. Além disso, a cultura xamânica também prega a presença dos espíritos aliados de xamãs que já morreram e de animais. Esses espíritos teriam a chave para a cura dos males do corpo e da alma.

O xamanismo também conta com rituais para a caça e a fertilidade. Essas práticas são recorrentes em variadas manifestações xamânicas pelo mundo.


Pré-história

Algumas pinturas pré-históricas mostram a existência do xamanismo há muitos anos. Historiadores e arqueólogos acreditam que a origem do xamanismo se deu na região da Europa, no final da Idade da Pedra, há cerca de 30 mil anos atrás. Essa crença está baseada na descoberta de pinturas rupestres em cavernas da Espanha e da França.

Vale ressaltar que o xamanismo não se refere apenas à fé indígena. A religião também está ligada ao conhecimento e aos rituais praticados pelo homem primitivo, no período paleolítico.

Leia também! Assuntos relevantes