Roger Bacon (1214-1284)

Roger Bacon (1214-1284)

Roger Bacon nasceu em 1214, na cidade de Somerset, na Inglaterra.

Estudou nas universidades de Oxford e Montpelier, além de ter sido professor na Universidade de Paris. Em 1250 abandonou a cadeira e tornou-se monge da Ordem de São Francisco de Assis.

Tinha idéias avançadas para a época medieval, tendo que enfrentar grandes dificuldades para desenvolver seus estudos. Contou com a ajuda do Papa Clemente IV, seu admirador, que garantiu certa tranqüilidade a ele.

Trabalhou na correção do Calendário Juliano, apefeiçoou os instrumentos de óptica e aproximou-se bastante dos princípios que permitiram a confecção de óculos e telescópios, séculos mais tarde.

Bacon, baseado em suas pesquisas sobre óptica, descreveu o olho como uma máquina onde formam-se imagens e após compreender as causas da refracção da luz, foi o primeiro a sugerir o uso de lentes como óculos.

Foi o responsável pela introdução da pólvora no mundo ocidental, mas escondeu a fórmula por medo de que esta caísse nas mãos de homens inescrupulosos.

Profetizou muitos artefatos mecânicos, como o barco a vapor, o automóvel e o avião. Tinha conhecimento também dos problemas de engenharia de constução, foi o inventor da lente de aumento, do princípio do termômetro.

Sugeriu também que a Terra seria redonda e poderia ser circunavegada.

Acreditava na magia e procurava estabelecer diferenças entre esta e a ciência. Dizia que os astros exerciam certa influência sobre o homem, mas sem limitar seu livre arbítrio.

Foi o primeiro inglês a cultivar a Filosofia Alquímica e colaborou com as ciências herméticas.

Dentro da Ordem dos Franciscanos, onde buscava recolhimento que Bacon encontrou seus problemas. Os franciscanos não aceitavam seus questionamentos científicos e suas experiências. Depois de várias advertências , foi mandado para a prisão. Porém o Papa Clemente IV ordenou que fosse solto. Porém, em 1282, após a morte do Papa, Bacon foi novamente para a prisão, onde permaneceu por dez anos, e morreu dois anos depois de ser solto, em 1284.

Na prisão escreveu várias obras, como o livro "Opus Majus", que foi publicado somente 450 anos depois. Esse livro tratava da causa da ignorância, da relação entre a Filosofia e a Teologia, da ética e das ciências experimentais e matemáticas.

Sua obra alquímica foi reunida no século XVII com o nome de Tesouro Químico de Roger Bacon, e continha os seguintes livros: Alquimia Maior, O Espelho da Alquimia, Sobre o Leão Verde, Breviário do dom de Deus, Os Segredos dos Segredos, além de outras anotações.

Na época de Bacon, a Filosofia era a análise geral do pensamento humano, sendo que não havia a Psicologia, a Psiquiatria, a Parapsicologia. Fica então lógico o raciocínio desse cientista-filósofo, sendo que ele influenciou os iniciadores das Ciências Psíquicas no século XIX.

Os reencarnacionistas afirmam que Bacon foi a reencarnação de Proclo, o filósofo que na sua época falou sobre as leis dos renascimentos sucessivos.

Fonte:
http://br.geocities.com/geniosdaciencia/paginabacon.html

Leia também! Assuntos relevantes