Doenças que afetam a fala

Doenças que afetam a fala

Por

As doenças que afetam a fala são caracterizadas por dificuldades na comunicação verbal. São várias as patologias que podem comprometer a fala humana, entre elas estão alguns tipos de câncer, traumatismos e doenças neurológicas.

Normalmente, o diagnóstico e a indicação de tratamento para as doenças da fala são feitos pelo médico fonoaudiólogo.

Confira uma relação de doenças que podem prejudicar a fala:

Disartria – Doença marcada por uma fala embolada, sem nitidez e arrastada. As alterações na voz dificultam a articulação e a expressão oral do paciente.

Mal de Parkinson – O problema causa rigidez muscular e, consequentemente, dificuldade na fala. A fonoterapia é uma das terapias indicadas para aprimorar a articulação da palavra.

Traumatismo Craniano – Os traumatismos podem ser provocados por várias situações, como acidentes de trânsito, por exemplo. Essa condição pode afetar a fala e a ressonância vocal.

Dependência de Drogas – A dependência química pode afetar a maneira como uma pessoa fala, prejudicando a expressão verbal.

Mudez – Essa condição é caracterizada pela total incapacidade de articular palavras. O problema tem relação também com falhas da audição.

Atraso na Linguagem – Algumas crianças apresentam dificuldade para desenvolver a fala. O ideal é que a partir dos 3 anos de idade as crianças já sejam capazes de falar, mas, em alguns casos, problemas de audição e fatores emocionais podem retardar esse desenvolvimento.

Problema de Articulação – Esse problema de fala se manifesta na idade escolar, quando a criança começa a apresentar dificuldade para articular algumas palavras. Dentro desta condição é comum encontrarmos crianças com Dislalia, que é a omissão ou substituição de sons, como a troca do R pelo L nas palavras.

Rinolalia – Doença marcada por uma ressonância nasal mais ou menos acentuada. É causada por problemas nas vias nasais, como a adenoide, por exemplo.

Distúrbios de ritmo – Estão relacionados às repetições de sílabas e palavras, prolongamentos de sons e hesitações. Um exemplo é a gagueira.

Afasia – Problema caracterizado pela perda da capacidade de se comunicar por causa de uma lesão cerebral. Nesta situação, o aparelho fonador do paciente não é capaz de formular frases e sequências lógicas de comunicação.

Alguns problemas relativos à fala são confirmados por condições de cadência, inflexão, intensidade, timbre ou tom do paciente. É necessária uma avaliação aprofundada do fonoaudiólogo para diagnosticar adequadamente estes problemas.

O tratamento para estas condições é fundamental, pois os problemas na fala também podem prejudicar a vida social e intelectual dos pacientes, levando a situações de timidez, dificuldade de comunicação e isolamento social.

Com um acompanhamento médico regular, o paciente pode melhorar sua expressão verbal e ter mais qualidade de vida.

Leia também! Assuntos relevantes