Congo


 Compartilhar no facebook
 Compartilhar no twitter


Congo

Devastado pelo trafego de escravos do XIX, em 1985, após a Conferência de Berlin, o Congo passou a ser propriedade pessoal do Rei da Bélgica, Lopoldo II. De propriedade pessoal, em 1908, passou oficialmente à colônia belga, servindo a diversos interesses: pilhagem e exploração pelas companhias metropolitanas e estrangeiras, de diamante, ouro, cobre e estanho.

Em 1959, irromperam no país manifestações populares, chegou-se a incendiar Leopoldvile, a capital, o que obrigou a Bélgica a conceder a independência ao país. Em 1960, formava-se o Estado Livre do Congo, tendo como presidente Josph Kasavubu e como primeiro ministro, Patrice Lumumba. Embora oficialmente independente, a presença européia continuava gerando contínuas manifestações.

Soldados belgas e mercenários, financiados pela companhia belga Union Minière e comandados por Moisés Tshombe, declararam independente a província mineradora de Katanga. Lumumba e Kasavubu apelaram à ONU, que enviou emissários da paz a região, sem conseguir entretanto solucionar o impasse, entalando-se a guerra civil.

O presidente Kasavubu, apoiado pelos Estados Unidos, demitiu Lumumba, substituído pelo coronel Joseph Mobutu. Lumumba foi preso, mas, diante das manifestações populares pela sua libertação, acabou sendo entregue e mercenários de Katanga, onde foi assacinado.

Pela sua atuação à frente do Movimento Nacional Comgolês contra a Bélgica, Lumumba transformou-se em símbolo da independência africana, num congo dividido em várias facções rivais, em lutas crescentes, só contidas com a intervenção da ONU e com a entrega do cargo de primeiro-ministro a Tshmbe, em 1964, que assegurou a unidade do país.

Em 1965, Mobutu assumiu o governo, implantando uma ditadura pessoal. Em 1971, o Congo adotou o nome de Republica do Zaire, enfrentando crescentes pressões internas e externas contra a ditadura e o nacionalismo, intensificadas especialmente no final dos anos 80 e inicio dos 90, mergulhando o país em sucessivas crises políticas, greves e agravamento do seu quadro socioeconômico.




Leia também! Assuntos relevantes.

África
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre. A África é o segundo continente mais populoso da Terra (atrás da Ásia) e o terceiro continente mais extenso ...

Aprendendo as brincadeiras africanas
Estamos desenvolvendo um trabalho em conjunto com projeto de nossa escola “Conectado com a África”, nós da Educação Física dando aulas para o quarto e...

O processo de globalização no Terceiro Mundo
Como sistema socioeconômico, o capitalismo passa por ciclos de crescimento, intercalado por fases de estagnação. Esta situação é conseqüência direta d...

A expansão do Imperialismo na África e Ásia
O Imperialismo foi uma estratégia política que esteve presente no século XIX em várias regiões do planeta, entre elas na África e na Ásia. Essa foi um...

Independência da África e Ásia
A independência da África e da Ásia foi um processo longo e repleto de conflitos, também conhecido como descolonização afro-asiática. Este não foi um ...

Desnutrição Infantil na África
A desnutrição infantil é um dos problemas mais sérios que afetam o continente africano. Essa realidade continua vitimando milhares de crianças e, por ...

Africa Portuguesa
As colônias ultramarinas portuguesas foram as que mais tardiamente conquistaram sua independência, todas após 1970. Isso porque Portugal mantivera-se,...

Cultura Indígena e Africana
O Brasil tem uma história marcada por uma grande contribuição da cultura indígena e africana. A identidade nacional do povo brasileiro passa por estas...

Índios na África
O continente africano tem muitos povos que vivem em tribos e podem ser considerados índios. Conheça as principais aldeias africanas: 1 - Povo Himba –...

Cultura Colonial: indígenas, jesuítas e africanos
Os portugueses chegaram ao Brasil em 1500, provocando imediatamente o conflito entre duas culturas diferentes: os europeus e os índios brasileiros. Co...

Fale Conosco | Feed / RSS | Google + | Twitter |

Novos assuntos sobre educação no seu e-mail

Site destinado a educação, estudos, informação e pesquisa escolar. Não incentivamos a prática de trabalhos escolares prontos.

Somos um veículo de comunicação. Não compactuamos com nenhuma opinião sobre nenhum tema.

Cópia ou reprodução de conteúdo somente se citada a fonte.

© 2015 - Grupo Escolar - Todos direitos reservados